Poetas Raimundo Caetano e Raulino Silva s?o destaques do ‘De Repente no Espa?o’ em JP

64
COMPARTILHE

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) sedia, na próxima quarta-feira (5), a segunda edição do projeto ‘De Repente no Espaço’. O objetivo é divulgar a linguagem artística e literária, além de valorizar os poetas populares do Nordeste.  As atrações programadas são os repentistas Raimundo Caetano e Raulino Silva. A noite dos poetas populares tem ainda como declamador oficial o poeta Iponax Vila Nova. As apresentações começam às 19h e ocorrem no mezanino do Teatro Paulo Pontes. A entrada é gratuita.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

O ‘De Repente no Espaço’ é um evento da Funesc que começou no mês de junho e faz parte do projeto de ocupação do Espaço Cultural. A cada nova edição, o público pode contar com diferentes atrações da Paraíba e de outros estados da Região. A abertura, no dia 1º de junho, contou com a participação dos artistas Ivanildo Vila Nova e Rogério Meneses.

Repente

No Brasil, a tradição medieval ibérica dos trovadores deu origem aos cantadores – poetas populares que vão de região em região, com a viola nas costas, para cantar os seus versos. Eles apareceram nas formas da trova gaúcha, do calango (Minas Gerais), do cururu (São Paulo), do samba de roda (Rio de Janeiro) e do repente nordestino. Ao contrário dos outros, o repente se caracteriza pelo improviso. O instrumental desses improvisos cantados também varia: daí que o gênero pode ser subdividido em embolada (na qual o cantador toca pandeiro ou ganzá), o aboio (apenas com a voz) e a cantoria de viola.

Cordéis musicados

O repente se insere na tradição literária nordestina do cordel, de histórias contadas em caudalosos versos e publicadas em pequenos folhetos, que são vendidos nas feiras por seus próprios autores. Uma tradição que inspirou clássicos da literatura brasileira, como o “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, e “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas