Início Geral

Polícia da Paraíba identifica chefe de bando suspeito de explodir banco em PE

A Polícia da Paraíba identificou um baiano de 38 anos como sendo chefe da quadrilha suspeita de explodir o banco Bradesco da cidade de Sertânia, em Pernambuco, e cujos integrantes foram presos na sexta-feira (9) nas cidades de Monteiro e Sumé, no Cariri paraibano. Uma coletiva de imprensa foi realizada na manhã desta segunda-feira (12), na Central de Polícia Civil de Campina Grande, para apresentar os resultados da ação integrada das Polícias Militar e Civil, que desarticulou a quadrilha e prendeu ao todo sete pessoas. Segundo os levantamentos, o suspeito identificado já foi preso por tráfico de drogas e assaltos nos estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Bahia. Comente no fim da matéria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Na sexta-feira, foram apreendidas mais de 500 munições de diversos calibres, quatro fuzis, três escopetas calibre 12, um revólver, uma pistola, explosivos, grampos, luvas, toucas para esconder o rosto, dois carros utilizados no crime e dinheiro que teria sido levado da agência.

A primeira prisão foi realizada em um motel da cidade de Monteiro, após a Polícia Militar receber informações de que três homens haviam chegado em um carro com placas de Fortaleza e se hospedado no local. Mais de 20 policiais militares da Paraíba cercaram o estabelecimento e prenderam um cearense de 43 anos, um pernambucano, de 37, e um baiano, de 35 anos.

Após a ação em Monteiro, equipes da Polícia Civil começaram a levantar informações em motéis, hotéis e outros estabelecimentos de hospedagens da região, o que resultou na prisão de mais quatro integrantes da quadrilha, em um motel de Sumé. Foram presos na segunda cidade três baianos, sendo um deles o que é apontado como chefe do bando, além de outros dois de 19 e 28 anos. Também foi detido um paulista de 29 anos. Eles estavam com mais dois fuzis, uma escopeta 12, explosivos e um carro com placas da Bahia. Os sete presos e o arsenal apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Monteiro.

A Polícia Civil vai continuar com as investigações a fim de identificar outros membros da quadrilha e suas atuações em ocorrências registradas no Nordeste. Todo o material apreendido foi encaminhado para exames periciais no Instituto de Polícia Científica da Paraíba.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.