Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Polícia espanhola prende suspeitos de praticarem racismo contra Vini Júnior

Atacante brasileiro publicou um vídeo nas redes sociais, reuniu provas e enfatizou não ter sido a primeira vez que foi alvo de racismo no futebol da Espanha
Vinícius Júnior, Vini Júnior
Foto: Reprodução / Instagram

Sete suspeitos de praticarem atos racistas contra o atacante Vini Júnior, do Real Madrid, foram presos na Espanha nesta terça-feira (23).

A polícia espanhola informou que três pessoas presas na cidade de Valência e estavam no Mestalla, na partida do último domingo (21). Todos eles têm idades entre 18 e 21 anos.

Para além disso, a polícia também encontrou mais quatro homens na capital Madrid, com idades entre 19 e 24 anos. Eles são suspeitos de, em janeiro, colocarem um boneco enforcado, numa ponte, representando o atleta brasileiro.

Nessa última segunda-feira (22), Vini Júnior publicou um vídeo nas redes sociais e enfatizou não ter sido a primeira vez que foi alvo de racismo no futebol da Espanha. Ele reuniu provas de que está vítima de agressões e afirmou viver uma “surpresa desagradável” sempre que atua pelo Real Madrid como visitante no torneio nacional.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.