Policial feminina possível vítima de feminicídio
Aline tinha 31 anos e servia à PM de Pernambuco há pouco menos de três anos (Foto: Reprodução)

Policial é morta a tiros e PM suspeita de feminicídio

Aline Ribeiro de Araújo era paraibana, mas servia à PM de Pernambuco. Crime aconteceu na cidade de Tuparetama, Sertão do estado vizinho

2104
COMPARTILHE

A policial feminina paraibana Aline Ribeiro de Araújo, de 31 anos, foi assassinada a tiros, na madrugada dessa terça-feira (11), na casa onde morava na cidade de Tuparetama, Sertão de Pernambuco. Ela era soldado da Polícia Militar daquele estado, lotada no 23º Batalhão.

Em nota enviada ao Portal Correio, a Polícia Militar de Pernambuco lamentou a morte de Aline. Segundo o comunicado, a soldado foi atingida por dois tiros –  provavelmente disparados com a arma de fogo da própria vítima.

Feminicídio é principal suspeita

Apesar de o celular e a arma terem sido levados pelo atirador, a possibilidade de latrocínio está praticamente descartada. “A principal linha de investigação é que o crime tenha sido praticado pelo ex-companheiro da vítima, o que configura feminicídio”, informou a PM.

O corpo de Aline Ribeiro foi encontrado por uma funcionária da casa, que foi até o local a pedido da mãe da policial, que estava estranhando a dificuldade de comunicação com a filha.

Aline entrou para a Polícia Militar de Pernambuco há menos de três anos. Ela deixa uma filha de 5 anos.

Notícias mais lidas