Início Geral

População pode denunciar focos do Aedes pela internet, na Grande João Pessoa

A Prefeitura Municipal de Cabedelo lançou, nessa quinta-feira (20), o site ‘Se Manda Mosquito’, que atuará no combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de várias doenças como dengue, chinkungunya, zika e febre amarela. Comente no fim da matéria.

Leia mais notícias no Portal Correio

A iniciativa, segundo a prefeitura, é pioneira no Nordeste e faz parte das estratégias do grupo gestor do Plano de Contingência de Combate ao Aedes Aegypti, que já vem compondo o projeto pedagógico das escolas municipais de Cabedelo desde o ano passado.

O ‘Se Manda Mosquito’ está hospedado no site oficial da prefeitura e deverá ser alimentado, frequentemente, com informações, pesquisas e mais dicas de combate ao Aedes Aegypti. O hotsite vai informar dados sobre criadouro e a forma de eliminá-lo, e ainda indicará se o agente de endemias da localidade está presente e agindo corretamente.

No site, há áreas informativas disponíveis e abertas a toda população e há os setores específicos para alunos, professores e agentes públicos autorizados. As unidades escolares cadastradas poderão encaminhar denúncias, inclusive com imagens de eventuais focos de proliferação do mosquito.

A ferramenta ainda vai servir como divulgação de relatórios estatísticos e agendas de atividades do projeto. A expectativa é que o site funcione como um efetivo banco de dados sobre a evolução do Aedes Aegypti e das doenças que transmite, sempre contando com a contribuição dos alunos da rede municipal. Os criadores do site pretendem, ainda, estender a área de cadastro de informações à toda população.

Nas escolas, paralelamente a esse projeto, serão desenvolvidas temáticas relacionadas ao combate ao mosquito com ações de pesquisa nas comunidades e até mesmo o desenvolvimento de armadilhas e inseticidas pelos agentes competentes. “Serão promovidas intervenções na comunidade e nas casas, orientando e realizando buscas de eventuais focos de proliferação do mosquito, bem como quanto às boas práticas de manejo e descarte do lixo. Essas ações serão coordenadas pelos gestores escolares e, também, pelos profissionais da Saúde, além de contar com o apoio total das Secretarias de Infraestrutura e Comunicação”, disse a prefeitura.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.