Início Geral

Popula??o ? orientada sobre preven??o de doen?as relacionadas a animais na Capital

Com objetivo de orientar e conscientizar à população sobre o cuidado a saúde, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), intensificou nesta terça-feira (22), as ações preventivas contra a dengue, leptospirose, caramujos e acidentes com animais peçonhentos em cinco bairros da Capital.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A programação contou com atividades educativas de orientação e exposição de animais no Parque Solón de Lucena, com ações de controle e prevenção com cerca de 300 Agentes de Saúde Ambiental nos bairros de Miramar, Bancários e Castelo Branco e palestra sobre pragas urbanas e posse responsável de animais, no Centro Administrativo Municipal (CAM).

De acordo com o gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Gvaz) da SMS, Nilton Guedes, a população é um forte aliado no combate as pragas. “É importante a participação da imprensa, do poder público, dos Agentes de Saúde e principalmente, da população, que podem contribuir apontando possíveis focos de animais e cuidando dos ambientes domésticos e públicos, não jogando lixo de forma inadequada, não acumulando água e acondicionando bem o lixo de casa, especialmente garrafas e latinhas, e mantendo a lixeira fechada”, destacou.

Ainda de acordo com Gvaz, muitos usuários foram ao stand no Parque Solón de Lucena para tirar dúvidas, pedir informações ou denunciar focos de dengues, ratos e caramujos. “João Pessoa vem registrando redução no número de casos, mas a chegada das chuvas exige uma atenção redobrada de todos”, enfatizou Nilton Guedes.

As ações prosseguem nesta quarta-feira (24), com pesquisa de focos de pragas em oficinas, sucatas e em estabelecimentos comerciais no bairro José Américo e com continuidade das ações dos Agentes de Saúde Ambiental (ASA) nas comunidades. A população também pode entrar em contato com o disque dengue através do número: 3214-5718.

Dengue

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras.

Leptospirose

Para evitar a leptospirose é preciso evitar o contato com ratos, não deixando restos de alimentos espalhados pela casa como migalhas e grãos que possam cair no chão. Acondicione corretamente os alimentos dentro dos armários, se possível utilizando latas e potes de vidro para evitar que os roedores possam entrar nesses armários e roer a embalagem dos alimentos.

É importante o cuidado com o acondicionamento do lixo e utilize, se possível, latas de lixo com tampas que não possam ser removidas com facilidade por esses animais. Envolva o lixo em sacos plásticos bem fechados e deixe as latas de lixo preferencialmente sobre um suporte que fique fora do contato com o solo.

Para quem mora em casa, mantenha o lote sempre limpo, evitando acúmulos de folhas ou entulhos no quintal, evitando que roedores costuram tocas nos nestes locais.

Caramujos

Aproveitando o clima frio e o tempo chuvoso, os caramujos se reproduzem com facilidade por se tratarem de hermafroditas. Eles, que colocam em média 1.000 ovos por ano, podem transmitir contaminação de forma direta à população, caso não sejam manuseados de maneira adequada. Para catá-los, é necessária a utilização de luvas e sacolas plásticas, em seguida, os caramujos devem ser colocados em tanques com água e sabão.

A prevenção da reprodução do caramujo africano pode ser feita a partir da limpeza dos terrenos para evitar o crescimento de vegetação, que é o alimento do animal. Para o controle da espécie, é necessária a catação e o afogamento do caramujo com água e sabão numa vasilha.

Acidentes com animais peçonhentos

Para evitar acidentes com animais peçonhentos é importante ter cuidado ao entrar em lugares escuros e manipular lixo e entulho ou colocar a mão em buracos. O uso de luvas, botas de cano alto e perneiras diminuem drasticamente a probabilidade de acidentes. Cercanias de casas, celeiros, currais, canis e outros devem estar sempre limpos e capinados. O lixo deve ser acondicionado em recipientes fechados para no atrair animais como pequenos roedores, que fazem parte da dieta de serpentes.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.