Porto de Cabedelo (Foto: Divulgação)

Porto de Cabedelo movimenta 940 toneladas de produtos

Para a presidente da Companhia Docas, Gilmara Temóteo, números positivos são resultados de investimentos recentes na infraestrutura portuária

39
COMPARTILHE

O Porto de Cabedelo, na Grande João Pessoa, registrou aumento na movimentação de mercadorias no acumulado de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a Companhia Docas da Paraíba, já passaram pelo Porto nos primeiros nove meses de 2018 cerca de 940.081 toneladas de produtos. No ano passado, a marca era de 799.247, o que representa aumento de 17%.

Para a presidente da Companhia Docas, Gilmara Temóteo, os números positivos são resultados de investimentos recentes na infraestrutura portuária. “Temos uma estabilidade importante na Paraíba, temos geração de emprego acima da média do Brasil, temos o reconhecimento nacional da política econômica, administrativa e fiscal, o que mantém o estado em desenvolvimento. Tudo isso, aliado ao trabalho de modernização e busca de novos negócios que fazemos na Companhia Docas, tem resultado nestes números positivos e importantes para nossa economia”, avaliou Gilmara.

Somente no mês passado, foram movimentados no Porto de Cabedelo 132.714 toneladas de produtos. Ao todo, passaram pelo porto 12 navios, sendo 11 de carga e um da Marinha. Conforme a Gerência de Operações da Companhia Docas, o que o estado mais recebeu foi trigo, 42.984 toneladas, procedentes da Argentina.

Em seguida, aparecem os derivados de petróleo (gasolina e diesel), 38.782 toneladas, vindos de portos de Pernambuco, Alagoas, Bahia e Ceará. Na terceira colocação, aparece o coque de petróleo (petcoke), com 28.953 toneladas, procedentes dos Estados Unidos. O quarto produto mais recebido no Porto de Cabedelo foi malte, 21.995 toneladas, da Argentina.

* Com assessoria. 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas