Início Consumidor

Preço do GNV sobe sem autorização da PBGás e postos de João Pessoa são autuados pelo Procon

Pesquisa foi realizada em 109 postos que estavam em atividade no dia da visita do Procon-JP
Foto: Imagem ilustrativa/Fernando Frazão/Agência Brasil

O Gás Natural Veicular (GNV) registrou aumento em 11 dos 13 revendedores do produto na Capital, mostrando alta em torno de R$ 0,30, segundo pesquisa comparativa realizada pelo Procon-JP no dia 20 de outubro. A gasolina mantém a diferença de R$ 0,22 para pagamento à vista, com preços entre R$ 6,079 (Elesbão/Millenium – Água Fria) e R$ 6,299, os mesmos valores registrados no levantamento feito pelo órgão na semana passada para essa modalidade de pagamento. Postos foram autuados pelo aumento no GNV sem autorização da PBGás.

Sete postos estão praticando o maior preço, R$ 6,299: Pichilau Gauchinha (Distrito Industrial); JR, Quadramares e Opção (Manaíra); Big e São Luiz XI (Tambaú) e Autopel (Tambauzinho). A pesquisa foi realizada em 109 postos que estavam em atividade no dia da visita do Procon-JP.

Os preços da gasolina para pagamento no cartão também se mantêm os mesmos da pesquisa realizada no dia 13 de outubro, oscilando entre R$ 6,079 e R$ 6,399, diferença de R$0,32, apresentando as menores variações de 3,5% (à vista) e 5,3% (cartão). Sete postos aumentaram o preço do produto, 21 reduziram e 81 mantiveram o mesmo valor se comparado à semana passada.

Álcool

O etanol foi outro combustível que mostrou alteração no menor ou maior preço desde o último dia 13, oscilando entre R$ 4,880 (Ferrari – Centro) e R$ 5,429 (Pichilau Gauchinha – Distrito Industrial). Em relação à pesquisa anterior do Procon-JP, três estabelecimentos aumentaram o preço do produto, 25 reduziram e 77 mantiveram o mesmo preço.

Diesel S10

O preço do diesel S10 continua a oscilar entre R$ 4,699 (Bancários – Bancários) e R$ 5,399 (Quadramares – Manaíra), os mesmos do levantamento anterior. Apenas um posto aumentou o preço do produto, nenhum reduziu e 100 mantiveram o mesmo valor em relação ao último dia 13.

GNV

Os maiores aumentos registrados nesta pesquisa do Procon-JP se deram no Gás Natural Veicular (GNV) em relação à semana passada. Hoje está sendo praticado entre R$ 4,149 (Frei Damião – Bairro dos Ipês) e R$ 4,999 (São Luiz IX – Bairro dos Ipês), média de R$ 4,505 e variação de 20,5%. Dos 13 revendedores do produto em atividade no dia 20 de outubro, dois mantiveram o mesmo preço e 11 aumentaram em relação à última pesquisa.

Postos autuados

O Procon de João de Pessoa autuou 12 postos revendedores de Gás Natural Veicular (GNV) por alta nos preços sem justificativa, já que não houve anúncio de aumento, conforme informou oficialmente a PBGás à Secretaria. O número de autuações aos postos de combustíveis da Capital em 2021 já chega a 71 e, como consequência das infrações, as multas aplicadas alcançam o valor de R$ 553.769,75. O número de notificações ao segmento este ano soma 399 documentos.
 
De acordo com o secretário Rougger Guerra, o aumento inesperado e sem explicação plausível em 12 dos 13 revendedores de GNV foi alvo de denúncias por parte do consumidor ao Procon-JP, e confirmado na pesquisa semanal comparativa de preços para combustíveis realizada pela Secretaria no último dia 20.

“Os revendedores do produto têm que justificar esse aumento nos preços, alguns praticando alta em torno de 30 centavos, sem que tenha havido aumento por parte do distribuidor. Todos os postos autuados terão prazo para defesa, mas estão passíveis de multas”.
 
Rougger Guerra esclarece que, em relação à semana passada, o GNV registrou aumento nos preços intermediários entre o maior e o menor, alcançando a média de R$ 4,505 e a maior variação entre todos os combustíveis: 20,5%. “A oscilação está entre R$ 4,149 e R$ 4,999, em que também foram registradas altas. Os revendedores do produto terão que explicar o motivo desses aumentos”.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.