Prefeito diz que fam?lia que se alimenta de ratos na Para?ba vai receber ajuda

15
COMPARTILHE

Após denúncias de que uma família de nove pessoas estaria se alimentando de ratos para poder sobreviver, no município de Alagoa Grande, no Brejo, a 148 km de João Pessoa, o prefeito do município, Hildon Régis Navarro Filho, concedeu entrevista na tarde desta sexta-feira (3), ao Correio Debate, da Rede Correio Sat, e informou que a prefeitura vai procurar a família para conceder ajuda.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo o prefeito, a administração municipal tem conhecimento do problema enfrentado pela família, mas a situação é de difícil controle.

“Conheço a família. Eles moram na Zona Rural do município em uma área de domínio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). É uma região carente, mas o fato dessa e de outras famílias comerem caça como carne de rato do junco, teju ou preá não pode ser controlado pelo poder público. É um hábito alimentar comum em outras cidades e esse ato alimentar não cabe a mim julgar”, contou o prefeito de Alagoa Grande.

Ainda segundo o prefeito, a família recebeu doações de objetos em 2014 e foi oferecida uma nova moradia, mas a ação foi recusada.

“Já visitamos eles no ano passado e foi oferecida uma moradia de aluguel, custeada pela prefeitura, para que eles pudessem viver em um local melhor, mas a família recusou. Na ocasião eles receberam filtros, colchão e outros utensílios. Iremos retomar as visitas e tentar ajudar essa família a sair dessa situação”, disse o prefeito.

De acordo com o prefeito, a família em questão, e outras famílias do município, foram inscritas no programa Minha Casa, Minha Vida, mas as casas não estão podendo ser construídas por falta de recursos.

“As famílias carentes que vivem em Alagoa Grande foram inscritas no Minha Casa, Minha Vida, mas as obras estão paralisadas por falta de recursos, já que o governo federal os cortou. É uma situação difícil, mas vamos buscar ajudar essa família”, concluiu o prefeito.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas