Prefeito é detido e empresários procurados em operação contra fraude em obras na PB

23
COMPARTILHE

A Polícia Federal, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), deflagrou na manhã desta terça-feira (28), em João Pessoa, e nas cidades de Patos, Emas, Quixaba e São José de Espinharas, todas situadas no Sertão da Paraíba, mais uma fase da ‘Operação Desumanidade’. Foram cumpridos 14 mandados de condução coercitiva, três de prisão preventiva e dois de mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife-PE.

Leia mais Notícias do Portal Correio

De acordo com as primeiras informações repassadas pela Polícia Federal, três construções são alvos da operação, após investigações do Ministério público federal apontarem supostos desvios de verbas de recursos públicos em obras no Sertão da Paraíba.Segundo o MPF, a investigação envolve ainda fraude à licitação e lavagem de dinheiro em obra de municípios sertanejos. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no estado da Paraíba

A primeira fase dessa operação aconteceu no último dia 4 de Dezembro de 2015. Segundo as investigações, os recursos públicos desviados foram de obras na área de Saúde e Educação em vários municípios do Sertão paraibano. 

Entre as pessoas que foram detidas coercitivamente está o prefeito da cidade de Quixaba, Julio Cesar de Medeiros. Ele foi levado para prestar depoimento na sede do Ministério Público Federal em Patos. Os mandados de prisão estão sendo cumpridos contra empresários.

PF deflagrou segunda fase da operação

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas