Início Notícias

Prefeitura é condenada por erro em exame de gravidez

A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve, nesta terça-feira (8), decisão de condenação contra a Prefeitura de Alagoa Grande que vai ter que indenizar em R$ 10 mil uma moradora por conta de erros em exames laboratoriais de gravidez.

Nos primeiros exames, feitos em junho de 2013, foi constatada que a mulher estava grávida. Porém, outros exames feitos pela Saúde Municipal informaram à mulher que a gravidez era de gêmeos, situação que perdurou até o momento do parto, quando apenas uma criança nasceu.

“Restou evidenciado, pelos documentos probatórios produzidos, que houve erro na elaboração dos laudos de ultrassons realizados, situação que se confirmou pelas próprias razões expostas pelo promovido, tanto na contestação como na presente apelação. Inequívoca a frustração material e psicológica de uma mãe que se prepara durante meses para receber dois filhos, e somente na hora do parto, constata que deu à luz a apenas um bebê”, ressaltou o relator do processo, o desembargador Leandro dos Santos.

O Portal Correio tentou contato com o prefeito de Alagoa Grande, Sobrinho, para saber um posicionamento da prefeitura sobre o caso, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.