Início Geral

Prejuízos com insegurança chegam a R$ 1 milhão em JP; cidade sedia evento sobre tema

Dados de segurança pública nacional apontam que o Brasil tem hoje a terceira maior taxa de roubos da América Latina. Essa realidade também atinge diretamente a Paraíba. Segundo estatísticas, somente em João Pessoa, no último ano, houve um prejuízo aos cidadãos estimado em R$ 1 milhão, apontados nos mais de 40% dos boletins de ocorrência registrados. Diante deste cenário e para debater também este tema, João Pessoa vai sediar, neste sábado (15), o ‘Workshop de Segurança Privada da Paraíba’. O evento acontece no Empresarial Plaza Center, no Centro da Capital, das 8h às 12h. Comente no fim da matéria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Gestores, vigilantes, profissionais de prevenção de perdas, segurança eletrônica, além de empresários, síndicos, administradores de condomínio, consultores e investidores estarão reunidos para discutir sobre o tema.

“A violência e criminalidade tem aumentado bastante e as empresas precisam investir cada vez mais na prevenção, principalmente na inteligência e na contratação de profissionais qualificados para as áreas estratégicas”, adiantou Saulo Felix, especialista em Logística Empresarial e realizador do evento.

Nesta edição, serão destacadas as novidades em produtos e serviços do mercado, bem como a evolução da segurança privada, os desafios do gestor desta área, a importância da segurança eletrônica para a sociedade e a prevenção da criminalidade nas redes sociais da internet.

Segurança pública x segurança privada

Com a falha da segurança pública no país, a indústria da segurança privada surge como opção da sociedade civil. Empresários, moradores, promotores de eventos, entre outras pessoas recorrem a esse tipo de serviço para se sentirem mais seguros em suas rotinas. De acordo com o Coronel Antônio de Menezes, palestrante no evento, ex-comandante geral da Polícia Militar em Pernambuco e atual diretor da Nordeste Cursos, escola que forma vigilantes, o grande problema da segurança pública está no modelo.

“Grande parte dessa demanda que existe para consumir os serviços de segurança privada surge da incompetência do estado em dar segurança para a população. Isso tem a ver com o modelo de segurança que tem aqui. A ocorrência acontece, a polícia é acionada, ela vai até o local e a coisa já aconteceu. É essa a realidade. Às vezes os colegas (policiais) não me entendem bem quando faço essa crítica. O fato é que tem que mudar isso. Hoje o fundamental é investir na inteligência, para que se saiba quem atua em determinado lugar e que se coíba essas ações. Não adianta o policial ir para a rua, depois do acontecido, e não saber o que foi o que aconteceu, quem fez. Nossa polícia é mais repressiva do que preventiva”, analisou o coronel.

Temas e palestrantes

Além do Coronel Antônio Menezes que vai ministrar a palestra “A segurança privada ontem e hoje, o que mudou?”, haverá mais três palestrantes. Um dos gerentes geral da Preserve Vigilância, Flávio Gama, ministrará a palestra “Os principais desafios do gestor de segurança. Já Mouhamad Almahmoud, gerente da Planserv, discute o tema “A importância da segurança eletrônica para a sociedade”. O CEO da Itscard, Alexandre Rodrigues, fala sobre “Redes sociais na segurança privada”.

Inscrições e informações

As inscrições já estão abertas e o investimento é de R$ 50 por participante. Os interessados podem se inscrever no site do evento. Quem quiser mais informações é só mandar e-mail para [email protected] ou ligar para o telefone (83) 98198-3638.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.