Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Presa em Cuiabá mulher suspeita de aplicar golpe de R$ 100 mil contra paraibana

Paraibana acabou fazendo negócio com golpista, repassando o dinheiro solicitado pelo criminoso; mulher presa é suspeita de participar da fraude
Golpe
Foto: Divulgação

As Polícias Civis da Paraíba e do Mato Grosso prenderam uma mulher em Cuiabá (MT), no último sábado (2), suspeita de aplicar um golpe na internet contra uma paraibana que resultou em um prejuízo de R$ 100 mil.

Segundo a polícia, a fraude consiste no ‘falso intermediador de vendas’. “Uma pessoa anunciou na internet a venda de um veículo Jeep Compass e o estelionatário pegou as informações para publicar um falso anúncio, com valores mais baixos do que o oferecido pelo verdadeiro anunciante”, explicou ao Polícia Civil da Paraíba em nota encaminhada à imprensa. 

Uma compradora na Paraíba, acreditando estar tratando com o proprietário do veículo, acabou fazendo negócio com o golpista, repassando o dinheiro solicitado pelo criminoso.

“No decorrer das investigações, os policiais civis constataram que a quantia foi depositada na conta de uma mulher na capital do Mato Grosso. As Polícias Civis nos dois estados mantiveram contato, resultando na prisão em flagrante da suspeita de participar do golpe”, acrescentou a nota.

Os investigadores descobriram, ainda, que a mulher presa já aplicou golpes semelhantes em quatro estados. Ela foi autuada em flagrante pelos crimes de estelionato e associação criminosa.

“Como se trata de estelionato eletrônico, conforme a Lei 14.155 de 2021, a competência para processamento e julgamento é da comarca da residência da vítima, razão pela qual o inquérito policial será concluído pela Delegacia de Defraudações de João Pessoa e encaminhado para uma das varas criminais da comarca da capital da Paraíba”, explicou o delegado titular da Delegacia de Defraudações, Aneilton Castro.

Palavras Chave

Policial

Comentários

José Francois disse:

Minha filha foi vítima de golpe semelhante. na verdade, foram duas vítimas. No nosso caso, minha filha anunciou um veículo no OLX, e um outro casal fez a venda do veículo, apresentou cópia de um falso depósito, a compradora veio buscar o veículo o qual foi entregue, momentos depois, minha filha foi retirar o dinheiro , aí viu que não foi depositado. Recorreu a polícia, alegando carro roubado, conseguiu recuperar o veículo. A outra vítima entrou na justiça, processo julgado, condenado minha filha, que também foi vítima, a entregar o veículo ou pagar o valor de 54.000,00 . Neste caso os bandidos levando vantagem, pois a justiça não se manifesta em tentar localizar os golpista.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.