Presidente do COB quer que competi??es da vela, em 2016, permane?am na Ba?a de Guanabara

25
COMPARTILHE

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, disse nesta quarta-feira (5) que “é preciso mais do que água e vento” para que alguma cidade possa receber as competições olímpicas de vela no lugar do Rio de Janeiro.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Em entrevista, como parte da agenda de um ano para os Jogos Olímpicos, a despoluição da Baía de Guanabara foi tema da maior parte das perguntas da imprensa estrangeira, e Nuzman descartou mudança da competição para Búzios.

“Os problemas relativos a esgoto estão sendo tratados. Vamos tratar da melhor maneira possível”, disse ele. Os atletas brasileiros da vela treinam na Baía de Guanabara para as competições.

Apesar de a competência do tratamento do esgoto pertencer ao governo do estado, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, estimou que 60% do esgoto que chega à baía estarão tratados em 2016, 20 pontos percentuais a menos que o compromisso olímpico de despoluir 80% da Baía de Guanabara.

“A pressão não é ruim. E importante para que o Rio resolva”, destacou Paes.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas