Início Notícias

Preso suspeito de matar adolescente em Pedras de Fogo

Foi preso o suspeito de matar uma adolescente de 16 anos com um tiro nas costas e outro na cabeça em Pedras de Fogo, na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP). O homem, de 20 anos e era ex-namorado da vítima, foi encontrado pela Polícia Civil em um matagal próximo a um sítio da região, após denúncias de moradores. Ele confessou o crime e, em depoimento, disse que matou a vítima por ciúmes.

Leia também:

Segundo o delegado seccional de Alhandra, Marcos Paulo Sales, o homem alegou que suspeitava de uma trama da ex-namorada para matá-lo e que encontrou conversas dela com outro homem. O crime teria ocorrido depois que o rapaz viu a vítima bebendo e dançando em uma festa na rua onde ambos moravam.

O suspeito está em prisão preventiva na Cadeia Pública de Pedras de Fogo, para aguardar julgamento. Se condenado por feminicídio, pode pegar até 30 anos de prisão.

Relação tumultuada

A relação foi marcada por briga e violência. A vítima era constantemente agredida com tapas, chutes, socos e ainda era ameaçada de morte pelo namorado, em virtude de supostas traições cometidas por ela.

Apesar do namoro já ter terminado há três meses, o suspeito ainda insistia em manter contato com a vítima e fazia novas ameaças contra a adolescente e até contra parentes dela. Segundo o delegado, o preso é um indivíduo de alta periculosidade. E já possui antecedentes criminais por prática de tráfico de drogas e assaltos cometidos na região de Pedras de Fogo.

“Esse rapaz convivia com a vítima há cerca de dois anos, mas há dois meses passou a ser violento com a vítima por conta de mensagens que ele achou no celular dela. Ele passou a praticar agressões físicas contra a adolescente e ainda fazer ameaças de morte. Ele dizia que se a vítima procurasse a polícia, ele mataria a própria adolescente e ainda a avó dela”, relatou o delegado.

“No dia 23 deste mês, o suspeito usou uma arma de fogo para ameaçar a vítima e a obrigar a confessar uma suposta traição conjugal que nunca aconteceu. A própria mãe do preso, que tentou tranquilizar a situação, também foi ameaçada por ele”, completou.

Após essa situação, o casal decidiu se separar e o suspeito passou a morar na casa de parentes que fica perto do imóvel onde a adolescente vivia.

 

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.