Início Policial

Preso um dos assaltantes de banco que teria sido mentor do ataque ao PB1

Preso foi apresentado na Delegacia de Polícia Federal, em Caruaru, Pernambuco
PB1
Presídio PB1, em João Pessoa (Foto: Arquivo/Jornal Correio)

Uma ação que envolveu as Polícias Militar e Federal da Paraíba e Polícia Militar de Pernambuco resultou na prisão, nessa sexta-feira (12), de um dos suspeitos de ataques a bancos mais procurados do Nordeste. A prisão dele foi realizada pelos policiais de Pernambuco, em uma casa localizada na zona rural de Santa Cruz do Capibaribe – PE. Na residência, foram apreendidas três armas com alto poder de fogo – sendo uma metralhadora e dois fuzis, várias munições e dois carros com placas clonadas.

Material apreendido (Foto: Divulgação/Secom-PB)

O suspeito tem 35 anos e é da cidade de Campina Grande, na Paraíba. Ele era fugitivo da Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, onde cumpria pena por crime contra bancos. Um comparsa dele, de 33 anos, também foi preso na operação.

Ataque ao PB1

O preso de Campina Grande teria sido um dos mentores de toda a ação criminosa que resultou na fuga de 92 presos do Presídio de Segurança Máxima PB1, em setembro de 2018, na Paraíba. Mais de 80% dos fugitivos já foram recapturados, inclusive o alvo do resgate, que foi um criminoso de 30 anos, também da cidade de Campina Grande, preso em um shopping da cidade de Fortaleza, em 2019.

A operação dessa sexta-feira (12), que foi resultado de vários meses de levantamentos de inteligência da PMPB e investigações da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e Tráfico de Armas da PF/PB, contou com a participação do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) da Polícia Militar da Paraíba.

O preso foi apresentado na Delegacia de Polícia Federal, em Caruaru, Pernambuco.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.