Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

‘Prever e educar’, defende especialista contra crimes cibernéticos

“Prever e educar”. Essa seria a solução para evitar crimes cibernéticos, a partir da óptica do CEO e presidente da Samaia IT, Diego Harsteln. Ele está em João Pessoa (PB), onde participa do Fórum 2019 do Instituto Brasileiro de Segurança e Justiça (iBRASJUS Fórum 2019), que ocorre no Centro Cultural Ariano Suassuna, no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB).

Diego explana nesta terça-feira (27) sobre ‘A Tecnologia como Instrumento de Governança, Gestão e de Potencialização da Capacidade Operativa do Sistema de Justiça Criminal’.

Ele explica como a tecnologia pode ser essencial para o campo da segurança pública. “A ideia é debater o problema que temos com milhões de fontes de dados, em redes sociais, mídias, ligações telefônicas etc. Como as áreas da segurança organizam esses dados e obtêm informações, com base nesse universo que cresce cada vez mais e boa parte não é estruturada”, afirmou, sobre a dificuldade de se organizar informações a partir do grande número de dados dispostos de diferentes formas.

Crimes cibernéticos

CEO e presidente da Samaia IT, Diego Harsteln (Foto: Divulgação/Nice Almeida)

Para solucionar um crime, por exemplo, o especialista entende que as informações precisariam ser mais concentradas. “A maneira mais simples de até mesmo solucionar um crime seria colocar todas essas informações no mesmo lugar, saber as perguntas certas que têm que ser feitas e, com a resposta certa, agir de maneira rápida”, explicou, afirmando que a resposta rápida a crimes é essencial para a segurança pública.

Sobre os crimes cibernéticos, Diego acredita se tratar de uma realidade cada vez mais presente entre pessoas e instituições, mas defende que há soluções. “O principal ponto é prevenir, adotar protocolos de segurança ou de uso de redes sociais, de [aplicativos] mensageiros, principalmente pessoas que têm visibilidade maior, que estão mais expostas e são mais assediadas, elas têm que tomar essa precauções que dificultem ataques cibernéticos. A ideia principal é prever e educar, como em todas as áreas”, finalizou.

Inteligência artificial e LGPD como soluções

O diretor de Justiça e Segurança Pública da Microsoft na América Latina, coronel Alfredo Deak Júnior, orienta como se proteger de golpes na internet. Ele também se apresenta no Painel 5 do evento com o tema ‘A Tecnologia como Instrumento de Governança, Gestão e de Potencialização da Capacidade Operativa do Sistema de Justiça Criminal’.

“Deve-se prestar atenção na maior parte das ameaças, que são os ‘fishings’ [emails que ‘pescam’ dados pessoas do usuário através de links maliciosos], oferecendo prêmios ou produtos muito baratos. Esses representam 90% dos crimes cibernéticos. É importante conhecer a origem da mensagem, mas quando isso não for possível, deve-se observar com atenção o que há por trás dessa mensagem”.

Crimes cibernéticos

Coronel Alfredo Deak Júnior (Foto: Divulgação/Nice Almeida)

Como solução, Deak entende que as empresas devem se antecipar, usando ferramentas de inteligência artificial no combate aos crimes cibernéticos, e acredita que a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoas (LGPD) tem impacto positivo para colaborar com a segurança.

A LGPD foi sancionada em agosto de 2018 e dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

“A lei traz uma obrigação maior para empresas públicas e privadas, garantindo que as informações pessoais e individuais sejam antecipadamente autorizadas para divulgação. É bom pra todo mundo nessa ‘briga’ contínua sobre direito à privacidade”, finalizou.

iBRASJUS Fórum 2019

O evento começou nessa segunda-feira (26) e segue até o próximo dia 28. Nessa segunda, o iBRASJUS Fórum 2019 foi aberto pelo vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia. Veja aqui a programação completa. 

Além do secretário nacional de Segurança Pública, o segundo dia do IBRASJUS Fórum 2019 conta com a participação do ex-secretário Nacional e consultor em Segurança Pública, Coronel José Vicente da Silva Filho, e do promotor de Justiça de São Paulo, Lincoln Gakiya.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.