Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Primeira Câmara Cível homenageia desembargador Marcos Cavalcanti por lançamento de livros

Propositura do Voto partiu do desembargador e presidente da Primeira Câmara Cível do TJPB, José Ricardo Porto
Foto: Divulgação

Por unanimidade, a Primeira Câmara Especializada Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovou um Voto de Congratulação ao desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque pelo lançamento de dois livros de sua autoria: o romance “Gurguri” e a novela “A Botija -Tristão e Angélica”. As obras  foram lançadas no último sábado (18), na Livraria do Luiz, localizada no Centro de João Pessoa, com grande receptividade pelos leitores.

A propositura do Voto partiu do desembargador e presidente da Primeira Câmara Cível do TJPB, José Ricardo Porto, e aconteceu durante a 13ª Sessão Ordinária do Colegiado, realizada nessa segunda-feira (20), por meio de videoconferência. “Essa homenagem representa e traduz a admiração e o respeito que a Paraíba dedica ao magistrado e intelectual Marcos Cavalcanti, que assimila com fidelidade e sensibilidade o Direito e a Arte”, destacou Ricardo Porto.

Ao parabenizar a iniciativa do presidente da Primeira Câmara, a desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti Maranhão disse “que Marcos Cavalcanti tem um dom especial para a escrita, com enorme facilidade de colocar no papel lendas e histórias. Definitivamente, ele é o grande escritor do nosso Tribunal”, afirmou a magistrada.

Marcos Cavalcanti é identificado com a cultura paraibana, sendo autor de inúmeras obras, inclusive adaptadas para o teatro, a exemplo do seu primeiro romance “Preta Gertrudes”. O desembargador, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e também integrante da Primeira Câmara Cível, Leandro dos Santos, disse que o Poder Judiciário estadual promoveu uma justa homenagem. 

“O Voto de Congratulação vem realçar a capacidade do homenageado, que engrandece o nome do Tribunal de Justiça da Paraíba, sendo o desembargador Marcos Cavalcanti uma das maiores expressões literárias do nosso Estado, por isso figura na Academia Paraibana de Letras”, pontuou Leandro dos Santos. Também participaram da sessão o juiz convocado Carlos Sarmento; e a promotora de Justiça convocada, Vanina Nóbrega de Freitas dias Feitosa.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.