Início Geral

Problemas com lojas ‘O Boticário’ se espalham pelo país e JP tem novos protestos

Funcionários demitidos das lojas do ‘Boticário’ em João Pessoa voltaram a protestar, nesta quinta-feira (16), pela falta de salários e de pagamentos de direitos trabalhistas após os desligamentos com a empresa. Além da Paraíba, os protestos se espalharam pelos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul, onde trabalhadores também não receberam direitos.


Leia também: Sem receber direitos, 200 funcionários demitidos do ‘Boticário’ protestam em JP

Nesta quinta, os trabalhadores demitidos realizaram protesto no bairro de Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa, e afirmaram que só irão terminar com os protestos após decisão judicial que obrigue o ‘Boticário’ a arcar com os direitos trabalhistas que estão sendo negados.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Para justificar os problemas na Paraíba, o ‘Boticário’ disse, em nota, que a situação era “pontual que está sob análise do Poder Judiciário. Em respeito aos termos do contrato, à rede de franqueados e ao Judiciário, o grupo Boticário não comenta casos que estejam em discussão na Justiça”.


Situação em Minas Gerais

Em Minas Gerais, franqueados do Boticário relatam que chegavam a faturar R$ 55 milhões por ano, mas foram intimados a devolverem as lojas.

Em nota, o Boticário justificou os problemas em Minas Gerais: “o Grupo Boticário, detentor da marca O Boticário e que atua no negócio de franquias, tem como base de seus negócios, também, o sucesso dos seus mais de 900 franqueados. O grupo mantém uma relação muito próxima e transparente com os franqueados, pautado nas melhores práticas de mercado e suportado por claras regras contratuais. Sobre o caso em questão, trata-se de um caso isolado, suja relação contratual foi rescindida legitimamente”.


São Paulo

Em São Paulo, a empresária Izabel Litieri, dona de 14 franquias do Boticário, registrou prejuízo de R$ 40 milhões após o grupo suspender o abastecimento de mercadorias nas lojas. A empresária também recebeu notificação do Boticário para fechar todas as suas lojas.


Rio de Janeiro

No Rio, diversos franqueados passam pelo mesmo problema. Porém, uma decisão do Tribunal de Justiça local proibiu que o Boticário rescindisse contrato com os franqueados.

No processo, o Boticário alegou que “nenhum vínculo pode ser eterno, principalmente quando uma das partes já manifestou o interesse em não mais prosseguir com o contrato”.


Mato Grosso do Sul

No Mato Grosso do Sul, empresárias relatam problemas na Justiça com o Boticário. Uma delas teve o contrato de franqueada rescindido em 2006 e, mesmo com estoque em caixa, foi proibida pelo grupo de vendê-lo e ameaçada de multa de R$ 5 mil por dia caso descumprisse a medida.

Em outros casos, duas empresárias entraram com processos contra o Boticário para que a Justiça conceda redução nos royalties pagos ao grupo desde o ano de 2005.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.