Procon-JP acha dezenas de alimentos vencidos em supermercado, em João Pessoa

208
COMPARTILHE

Um supermercado do bairro do Bessa, em João Pessoa, foi autuado após uma operação da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP ) encontrar e apreender dezenas de alimentos fora da validade. A fiscalização, que ocorreu em conjunto com a Vigilância Sanitária do Município de João Pessoa, também desativou um freezer que apresentava problemas de refrigeração. O Procon-JP não divulgou o nome do estabelecimento.

Leia mais Notícias do Portal Correio

A equipe de Fiscalização do Procon-JP e da Vigilância Sanitária Municipal visitou o Supermercado Arruda, no bairro do Bessa, para verificar denúncia de consumidor, que encontrou a validade vencida em alguns alimentos expostos nas prateleiras do estabelecimento. “Este é o tipo de denúncia que deve ser checada com agilidade porque se trata de problemas com alimentos e pode vir a prejudicar a saúde das pessoas”, esclareceu Ricardo Holanda, secretário em exercício do Procon-JP.

Foram apreendidos dezenas de produtos, entre eles refrigerantes, água de coco, bebida láctea, creme vegetal, manteiga, carnes, panetones, queijos e temperos, que foram destruídos no próprio local na presença da fiscalização do Procon-JP e da Vigilância Sanitária. “Também desativamos um freezer que continha polpa de frutas e que estava sem a refrigeração adequada. Esses problemas devem ser resolvidos rapidamente, antes que algum mal maior ocorra”, informou Ricardo Holanda.

Sanções – Ricardo Holanda esclarece que o estabelecimento que foi autuado terá um prazo de 10 dias para proceder a defesa, podendo ser penalizado com multa que varia de R$ 300 a R$ 3 milhões. “O estabelecimento autuado infringiu o artigo 18, parágrafo 6º, do Código de Defesa do Consumidor, que trata do uso e consumo impróprios dos produtos”.

Leia
mais notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas