Procon-JP alerta sobre promo??es enganosas no Black Friday e d? dicas para compra segura

28
COMPARTILHE

O Black Friday é uma ação de consumo que se caracteriza por oferecer grandes promoções em diversas lojas, virtuais e físicas e se realizada nesta sexta-feira (27). Para evitar promoções falsas durante este dia, fiscais da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) estão em operação nas lojas da Capital que estão anunciando a participação no evento. Os preços nas lojas virtuais também estão sendo monitorados para posterior verificação se o desconto anunciado realmente ocorreu.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O objetivo da Operação Black Friday realizada pelo Procon-JP é inibir possíveis enganações, tanto em lojas virtuais quanto nas físicas. A exemplo de 2014, este ano a Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) também preparou dicas para deixar o consumidor mais seguro na hora de realizar as compras nesta sexta-feira.

O secretário Helton Renê pede aos consumidores que pretendem aproveitar os descontos oferecidos durante o Black Friday para que fiquem atentos para a chamada ‘maquiagem’ nos preços, tanto nas compras por sites como nas lojas físicas. Ele explica que existe o risco dos produtos terem o valor aumentado alguns dias ou semanas antes da promoção anual, o que vai parecer que existe um desconto muito maior durante o Black Friday.

O titular do Procon-JP informa que em relação à internet, foi estimado que, de cada cinco internautas, 4 participem do evento.

Ele acrescenta que as pessoas devem conferir se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato), e entrar logo em contato com os órgãos de defesa do consumidor em caso de dúvida ou se identificar algum problema durante a transação.

Dicas para aproveitar melhor o Black Friday pela internet

a) Dar preferência a sites com boa reputação no mercado;
b) Desconfiar de ofertas muito abaixo do padrão de mercado.
c) Verificar se o endereço eletrônico indicado na barra é o mesmo informado no site;
d) Verificar a adoção de sistemas de segurança (cadeado ativo no canto direito da tela) principalmente quando fornecer dados pessoais;
e) Desconfiar de formas de pagamento incomuns como como depósito em conta de pessoas físicas,
f) Conferir se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato);
g) Entrar em contato com os órgãos de defesa do consumidor logo em caso de dúvida ou identificando algum problema na transação.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas