Início Geral

Professores da UEPB podem acabar greve a partir de 3 de julho

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, recebeu em audiência, na manhã desta quarta-feira (21), a Comissão Representativa dos professores substitutos da Instituição, que propôs o retorno imediato das atividades em sala de aula como forma de garantir o cumprimento do semestre letivo 2016/2.

Leia também: Liminar do TJPB garante duodécimo integral da UEPB conforme cronograma

Durante o encontro, o grupo de professores entregou oficialmente ao reitor Rangel Junior um documento assinado por 128 professores substitutos manifestando o desejo de retornarem às salas de aula com a finalidade de assegurar o término do semestre interrompido com a greve da categoria. O documento, conforme enfatizou o professor Bruno Gaudêncio, membro da Comissão, foi redigido como resultado de uma assembleia dos substitutos realizada recentemente.

Segundo Bruno, a partir dessa assembleia, a Comissão percorreu todos os câmpus da UEPB, recolhendo as assinaturas dos professores que pretendiam retornar às aulas. A proposta da comissão é que a Reitoria renove os contratos dos professores substitutos e posteriormente faça uma consulta aos departamentos para saber qual a demanda de cada setor e, assim, dentro das condições orçamentárias, efetivarem um novo contrato até 31 de dezembro para garantir o período letivo 2017/1. “Com a entrega desse documento estamos legitimando a nossa proposta de negociar com a Reitoria a questão dos contratos dos substitutos”, destacou o professor Bruno Gaudêncio.

A perspectiva dos professores é retornar as aulas a partir do dia 3 de julho.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.