Moeda: Clima: Marés:
Início Educação

Professores da UFPB iniciam greve por tempo indeterminado

Entre as reivindicações estão reajuste salarial, garantias aos aposentados e planos para a carreira. Decisão é válida para todos os campi da instituição
Sisu
(Foto: Angélica Gouveia/UFPB)

Os professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) entraram em greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (3). A decisão é válida para todos os campi da instituição.

A categoria docente pede um reajuste salarial de 22,71%, juntando as perdas acumuladas desde 2016, que pode ser dividido: 7,06% em 2024; 9% em janeiro de 2025; e 5,16% em maio de 2026. Entretanto, o Governo Federal propõe um reajuste de 9% somente em 2025 e 3,5% em 2026.

Além do reajuste, os professores reivindicam garantias aos aposentados, planos para a carreira, ajuste nos orçamentos das Ifes e revogação de medidas aprovadas no governo Bolsonaro, consideradas arbitrárias pela categoria.

De acordo com a Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (ADUFPB), ainda nessa segunda (3) haverá a 1ª reunião do Comando Local de Greve (CLG). O objetivo é discutir o movimento e os encaminhamentos referentes à greve.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.