Início Notícias

Professores e servidores anunciam greve em Campina Grande

Categoria decidiu pela paralisação por acreditar não ter condições seguras para a volta às aulas, principalmente na forma presencial

Professores e servidores da educação de Campina Grande decidiram entrar em greve após assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab) nesta segunda-feira (1º). A categoria decidiu pela paralisação por acreditar não ter condições seguras para a volta às aulas, principalmente na forma presencial. Com isso, o reinício das aulas, previsto para 18 de fevereiro, pode ser afetado.

Leia também:

De acordo com o presidente do Sintab, Giovanni Freire, a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) não ofereceu Equipamento de Proteção Individual (EPI) para os profissionais de educação para a prevenção contra o Covid-19. Esta semana, uma professora da rede municipal morreu em decorrência da doença.

Outras demandas são o pagamento do 14º salário – que segundo Giovanni ainda não há previsão de pagamento por parte da PMCG – e atrasos na recarga do cartão de passagem de ônibus.

Segundo Giovanni, a Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) não esclareceu como seria o retorno às aulas. “Não houve ainda nenhum encaminhamento por parte da Secretaria de Educação para o sindicato apresentando um plano de como seria esse reinício e nós aguardamos que o prefeito receba a categoria”, disse.

Sem resposta

A reportagem tentou saber da Seduc qual o posicionamento da gestão municipal sobre a greve, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta. A Secretaria poderá encaminhar esclarecimentos para o endereço [email protected].

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.