PSC indica Leonardo Gadelha para vice de Manoel Júnior

18
COMPARTILHE

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PMDB, deputado federal Manoel Júnior, revelou, na noite desta segunda-feira (6), que o PSC já indicou o nome do ex-deputado Leonardo Gadelha para ser seu companheiro de chapa. Ele afirmou que vai esperar até a última hora pela aliança com o PSDB nas disputas deste ano.

Leia mais sobre Política no Portal Correio

Manoel Júnior foi o entrevistado do programa ‘Rede Debate’, na RCTV. Foi o primeiro da série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de João Pessoa. Ele revelou que conversou com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e lhe disse que não cobraria reciprocidade nas eleições deste ano pelo apoio que lhe emprestou, mesmo contrariando o PMDB, nas eleições de 2014.

O deputado revelou ainda que tem um acordo com o também deputado federal Wilson Filho, pré-candidato a prefeito pelo PTB, para quem não conseguir decolar na campanha apoiar quem estiver melhor situado nas pesquisas.

Ele descartou a formação de um ‘blocão’ em João Pessoa, que uniria PMDB, PSDB e PSD e apoiaria a reeleição do atual prefeito, Luciano Cartaxo.

O deputado federal fez várias críticas às gestões do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e do governador Ricardo Coutinho (PSB). Segundo ele, na campanha, mostrará aos eleitores que os dois são culpados pela situação da Capital, especialmente na Saúde e na Segurança Pública.

Segundo o deputado federal, o governador Ricardo Coutinho foi pessoalmente à então presidente Dilma Rousseff (PT), para vetar sua nomeação como ministro da Saúde. “Esse favor fico devendo ao governador”, ironizou. Ele revelou que ficou sabendo desse pedido por um jornalista e confirmou com outros governadores que estiveram com Ricardo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas