Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Quadrilha invade hipermercado e explode caixas eletrônicos

A turma da dinamite atacou outra vez. Um grupo estimado em 15 bandidos, integrantes do chamado ‘novo cangaço’, visitou um hipermercado que fica no bairro do Cruzeiro, na Zona Sul de Campina Grande, e explodiu dois caixas eletrônicos, na madrugada deste domingo (18). Os caixas pertencem ao sistema de atendimento 24 horas, que reúne as bandeiras de diversos bancos. Mas os bandidos parecem ter errado a estratégia e não conseguiram roubar nada, segundo a polícia.

A explosão mobilizou um numeroso efetivo policial, que incluiu soldados das forças especiais. No local, os policiais encontraram os dois caixas eletrônicos parcialmente destruídos. Aparentemente, os explosivos utilizados foram poucos ou não funcionaram como os bandidos esperavam, de forma que apenas as chapas de aço da parte dianteira das máquinas foram arrancadas. Um dos caixas ainda ficou com a tela ligada, demonstrando que sequer a parte elétrica foi afetada.

Testemunhas ouvidas pela polícia disseram ter visto os bandidos, momentos antes da explosão, na Avenida Almeida Barreto, no bairro do Centenário, na Zona Oeste da cidade, que fica a quatro quilômetros do local do ataque. Os homens estavam todos encapuzados e ocupando dois carros, um CrossFox de cor escura e uma picape Saveiro Cross. Apesar das buscas feitas, nenhum bandido foi preso.

Dados do Sindicato dos Bancários da Paraíba mostram que, com este ataque, já são 15 explosões de bancos só este ano no estado. O último caso foi na cidade de Aroeiras, no Agreste paraibano, a 105 km de João Pessoa, quando um grupo fortemente armado rendeu moradores, cercou o destacamento da Polícia Militar e impediu a saída dos policiais. Os criminosos fugiram uma hora depois, levando dinheiro e libertando os reféns.

*Texto de Ainoã Geminiano, do Jornal Correio da Paraíba

 

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.