Quase 1,2 milh?o de inscri??es j? foram feitas para Prouni e prazo termina nesta quinta

11
COMPARTILHE

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) terminam nesta quinta (29). Os interessados em concorrer a bolsas de estudo no ensino superior privado podem se inscrever na página do programa. Também pela internet, os candidatos podem consultar a nota de corte para cada curso. Até as 15h desta quarta (28), 1.161.762 estudantes se inscreveram no programa, informou o Ministério da Educação (MEC). Na primeira edição do ano passado, o programa teve 1.259.285 inscritos, número recorde até então.

Leia também:
Aprovados no Sisu na PB devem atentar para não perder vagas; veja prazos e regras das instituições

O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, serão ofertadas 213.113 bolsas – 135.616 integrais e 77.497 parciais -, 11% a mais que as 191.625 bolsas do ano passado. As bolsas serão para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Uma vez por dia, o Prouni calcula a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os potencialmente pré-selecionados para cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total dos candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência. O candidato que desejar pode mudar de opção até o final do período de inscrição.

De acordo com o MEC, a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição, não sendo garantia de pré-seleção para a vaga oferecida. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real, e a nota de corte se modifica de acordo com a nota dos inscritos. A nota de corte só será informada pelo sistema a partir do segundo dia de inscrição.

Podem concorrer às bolsas estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. É preciso ainda comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos.

Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Enem de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino que concorrerem a cursos de licenciatura também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar a renda.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas