Início Geral

Quem abre dissidência, ganha eleição na Paraíba

“Quem ganha eleição é a dissidência”. A frase do ex-deputado estadual, historiador e ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon Ribeiro Coutinho, explica a derrota do esquema governista na Capital, nas eleições municipais deste ano, fato que se repete com frequência nas campanhas para prefeito e governador.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Algumas vezes a dissidência não emplaca e acaba derrotada. Em 2010, PSB e PMDB eram aliados. O então prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), apoiava e tinha o apoio do então governador José Maranhão (PMDB). Os dois tinham um adversário comum: o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Ao perceber que havia espaço aberto, Ricardo não teve dúvidas: rompeu com José Maranhão, abrindo dissidência no esquema governista, alisou-se a Cássio Cunha Lima e foi para a disputa do Governo contra o peemedebista, que tinha direito à reeleição e confiava que teria o apoio do socialista.

Como bem disse Marcus Odilon, o dissidente Ricardo Coutinho derrotou José Maranhão e governou quatro anos com apoio de Cássio. Em 2014, o dissidente foi o tucano Cássio Cunha Lima. Ele rompeu com Ricardo Coutinho, mas se deu mal politicamente, contrariando a declaração de Marcus Odilon de que dissidente ganha. Cássio foi derrotado por Ricardo na disputa pelo Governo do Estado. Motivo da derrota: o PSDB de Cássio não atraiu o PMDB de José Maranhão, que ficou com o PSB de Ricardo Coutinho proporcionando-lhe a reeleição.

Como Ricardo tornou-se o personagem central da política paraibana, as leituras se inverteram: Ricardo se juntou com Cássio para derrotar Maranhão. Conseguiu. Depois, Ricardo se juntou com Maranhão para derrotar Cássio. Também conseguiu. Por esta ótica, pode-se afirmar que Cássio e Maranhão resolveram dar o troco em 2016.

Leia matéria completa na edição deste domingo (6) do jornal Correio da Paraíba. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.