Início Geral

Quem serão os novos líderes?

“Todos os brasileiros sabem que o motivo do ex-presidente aceitar o cargo é apenas para obter o foro privilegiado e, com isso, fugir da Operação Lava Jato e do juiz Sérgio Moro”.

O ex-presidente é Luiz Inácio Lula da Silva, o cargo é o de ministro-chefe da Casa Civil e a afirmação é do presidente do PSDB da Paraíba, ex-deputado Ruy Carneiro. Concordo com a afirmação. Poderia me arriscar a chamar de “aberração política”.

Mas, o que me preocupa mesmo é quem serão nossos líderes – nacionais – a partir das eleições de 2018. A delação do senador Delcídio do Amaral colocou em uma vala comum as lideranças referências da oposição e situação.

Do jeito que vai, estão escapando um ou dois, que se não citados pela Lava Jato, Petrolão, Mensalão petista, Mensalão tucano, Propinoduto tucano, estão desgsatados por outros fatores, como troca-troca de partidos, criações de novas legendas.

São tantos nomes de operações e de envolvidos, que está cada vez mais difícil montar uma árvore genealógica partidária da corrupção no Brasil. Há claramente um ‘desgoverno’, os que eram anticorrupção são corruptos, e os que apontavam a corrupção, agora estão entrelaçados à mesma.

Eita, que até parece que eu quis dizer uma coisa, mas disse a mesma coisa… E disse, mas atentem para as perspectivas diferentes. É, meu caro leitor-eleitor, se ficar o bicho pega, se correr o bicho come.

Problemas

“Ele [Ricardo Barbosa] não tem problema de saúde. Tem problema de caráter”. A frase foi dita por um deputado socialista, nos corredores da ALPB, ontem. Ricardo Barbosa, na sessão de terça-feira, entregou a liderança do blocão, em um discurso inflamado. Saiu de lá para o hospital, mas passa bem.

De volta 1

O deputado Buba Germano reassumiu a liderança do ‘blocão’, formados por deputados dos partidos que compõem a base do Governo. Havia um acordo para que Ricardo Barbosa assumisse.

De volta 2

E assim, foi feito. Ricardo Barbosa assumiu no retorno das atividades este ano. Mas, após o discurso de terça-feira, o mesmo entregou o cargo.

Vírus…

O vírus do ‘desabafo’ pegou. Ontem, na Câmara de Campina Grande, o líder interino do Governo Romero Rodrigues, Alexandre do Sindicato, entregou o cargo. A líder, Ivonete Ludgério, está de licença.

…do desabafo

A discussão na CMCG teve direito a ameaças e empurrões. Alexandre chegou a chamar o presidente da Casa, Pimentel Filho, de “rei”.

Retificando

Vou aqui retificar nota publicada envolvendo Ana Cláudia Vital do Rêgo, através de um mal entendido da minha parte. Na verdade, Ana Cláudia disse não ter recebido convite de Adriano Galdino, pré-candidato a prefeito de Campina pelo PSB. Ela agradeceu a lembrança, mas já é consenso que o PMDB terá candidato próprio.

Veneziano é o nome

Em entrevista à 98FM, Ana Cláudia disse que o consenso que o pré-candidato é Veneziano Vital do Rêgo e lembrou que o mesmo chegou a ser convidado pelo governador Ricardo Coutinho para ser o candidato das oposições.

Corrida

Ana Cláudia disse ainda não ter pretensão de concorrer a cargo de vice, nas eleições de outubro. Com isso, a oposição já soma três candidatos em Campina.

Complexo 1

Já está com o desembargador Marcos Cavalcanti, o documento de cessão de uso, pelo prazo de 50 anos para construção do Complexo Judiciário, que abrigará Arquivo, Almoxarifado e Depósito Judicial.

Complexo 2

O complexo do Tribunal de Justiça será construído no bairro de Mangabeira. O terreno foi doado pela Prefeitura de João Pessoa.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.