Radar flagra motociclista usando mão para esconder placa e escapar de multa na Paraíba

168
COMPARTILHE

Um motociclista foi flagrado pelo radar móvel da Polícia Rodoviária Federal (PRF) tentando esconder a placa do veículo para escapar dos radares de velocidade e não ser multado. O flagrante aconteceu, nesse domingo (12), na BR-230, no trecho da cidade de Cruz do Espírito Santo, região metropolitana de João Pessoa. No fim de semana, 724 veículos foram multados devido excesso de velocidade. Este ano já foram 23 mil condutores multados pela mesma infração.

Leia mais Notícias do Portal Correio

Na Paraíba, radares fixos e móveis estão instalados em pontos das rodovias federais, mas muitos pilotos e motoristas não se sentem coibidos e, para ultrapassar o limite de velocidade e evitar multas, tentam impedir a identificação dos veículos.

De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, o motociclista trafegava pela rodovia onde a velocidade máxima permitida era de 100 km/h, mas o veículo estava a 154 km/h. Além da multa por velocidade, o motociclista foi autuado por transitar pelo canteiro central, mudar de faixa sem sinalizar (o intuito era não ter sua placa capturada) e também por conduzir motocicleta segurando guidom com uma mão. A outra mão foi usada para tentar encobrir a placa.

No mesmo trecho onde o motociclista foi flagrado, a PRF registrou um carro importado trafegando com uma velocidade de 181 km/h. No local a velocidade máxima de R$ 100 km/h.

Veículo importado foi flagrado pelo radar

 

Multas

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, esconder a placa é infração gravíssima, são sete pontos na carteira e multa de R$ 191,54, e segurar o guidão só com uma das mãos é infração média, são quatro pontos e multa de R$ 85,13. Já ultrapassar a velocidade pode render de quatro pontos à apreensão da carteira, além de multa de até R$ 574,72.

Veja o vídeo abaixo:

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas