Início Geral

Raposa rebate assessoria de Hulk sobre poss?vel fraude de R$ 1 milh

A novela envolvendo o atleta da seleção brasileira Hulk e o Campinense tem novos capítulos. Na manhã desta quinta-feira (06), o presidente do clube, William Simões, rebateu as acusações da assessoria do atleta e afirmou que  existe um documento comprovando o dinheiro recebido pela transferência do atleta foi legal.

“Temos documentos comprovando que a  Confederação Brasileira de Futebol foi quem confirmou ao Zenit que Hulk passou pela Raposa, quando ele ainda pertencia as categorias de base”, comentou oWilliam Simões.

A denúncia partiu da assessoria de Hulk que afirmou que o atleta nunca passou pelo clube e por isso o rubro-negro teria lucrado erroneamente com a transferência do atacante do Porto para o time russo. A suposta fraude rendeu ao clube cerca de R$ 1 milhão.

A ajuda foi recebida através do mecanismo de solidariedade (Fifa beneficia os clubes formadores de atletas com um percentual durante as transações milionárias dos jogadores).

A Assessoria de Imprensa do jogador Hulk teria dito sobre o caso que o registro alterado na CBF pela Federação Paraibana é uma questão jurídica e que o jogador teria ficado sabendo sobre a possível fraude somente agora.

Os clubes formadores de Hulk, conforme registro da CBF, são o Serrano (1998 a 2000); São Paulo (2002 a 2003), Vitória (2003 a 2006) e o Kawasaki (2006), e a inclusão do time do Campinense teria sido pleiteado, conforme a revista, pelo advogado Fernando Lamar, que hoje estaria no Vasco da Gama.

Fernando Lamar foi procurado pela equipe do Portal Correio, mas até o final da manhã desta quinta-feira, o telefone fornecido pela diretoria do Campinense, continuava desligado.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.