Início Geral

Reajuste salarial é aprovado para inativos e pensionistas de Patos

No dia 11 de abril foi enviado pelo Poder Executivo um projeto de lei em nome do prefeito constitucional de Patos, Dinaldinho Wanderley para a Câmara dos Vereadores de Patos que consiste no reajuste salarial dos servidores inativos e pensionistas.

O Projeto de Lei de n° 9/2017 objetiva o aumento do salário no percentual de 7,68% aos professores inativos e pensionistas e 6,58% aos demais que recebam valores acima do salário mínimo, calculados sobre o salário base, vinculados ao Instituto de Seguridade Social do Município de Patos (PATOSPREV).

Na última terça-feira (25/04), o Projeto de Lei foi aprovado com unanimidade pela Câmara Legislativa Municipal, a partir desse mês de abril, os aposentados e pensionistas já receberão o salário com o valor reajustado. Os valores retroativos, de janeiro a março, serão parcelados, em acordo feito com os assegurados.

O superintendente do PATOSPREV, Ariano Medeiros, falou sobre o aumento dado aos assegurados e sobre as dificuldades enfrentadas pelo instituto.

“Os aposentados e pensionistas reclamaram por aumento e em conversa com eles, deixei claro que se fazia necessário uma lei municipal que amparasse o PASTOSPREV no que diz respeito ao aumento salarial dos inativos. E isso foi feito, se não em janeiro como queria o nosso assegurado, foi feito agora nesse mês de abril e já iremos implantar na nossa folha de pagamento, sem qualquer prejuízo”, afirmou o superintendente.

Ariano ainda alertou que não haverá nenhuma perda relativa ao aumento do pagamento retroativo.

“No que diz respeito aos direitos a eles assegurado por essa lei, relativo aos meses de janeiro, fevereiro e março, ao encerrar o pagamento do mês de abril, chamaremos o sindicato para um diálogo e, conforme a realidade financeira desse instituto, traçaremos um calendário especial para assegurar o direito do servidor. Isso nos deixa alegre, pois nunca negamos a eles esse aumento, mas a realidade do instituto não permitiu implantar já no mês de janeiro, seríamos irresponsáveis se tivéssemos feito”, disse.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.