Início Notícias

Receita apreende mais de 200 mil óculos irregulares

Uma operação da Receita Federal, junto com a Polícia Militar, apreendeu, na manhã desta terça-feira (8), cerca de 200 mil óculos importados irregularmente e 2 mil caixas de som portáteis que imitam uma famosa marca. O alvo da ‘Operação Iris II’ foi uma loja que fica na Rua Duque de Caxias, no Centro de João Pessoa.

Conforme a Receita Federal, a operação combate o contrabando e descaminho de mercadorias importadas irregularmente e que estão à venda em João Pessoa.

A loja investigada já vinha sendo monitorado por suspeita de venda de mercadorias importadas sem o pagamento dos tributos devidos. Algumas das mercadorias também apresentaram indícios de falsificação enquadrando-se no crime de contrabando.

Na loja, foram encontrados milhares de adesivos contendo o logotipo da marca que estava sendo falsificada. Os adesivos seriam colados nos produtos, induzindo os consumidores a comprarem uma mercadoria ilegítima. Os valores dos produtos superam os R$ 3 milhões.

“Um dos focos da ação é combater a concorrência desleal entre os comerciantes que estão em situação legal – que pagam seus tributos em dia -, e os vendedores de mercadorias irregulares, que aumentam de forma exorbitante seu lucro às custas de impostos sonegados, trazendo prejuízo para a sociedade como um todo”, afirmou o Delegado da Receita Federal do Brasil em João Pessoa, auditor-fiscal Marialvo Laureano dos Santos Filho.

Ainda segundo a Receita, os proprietários da loja vão poder apresentar defesa através de documentação para que comprovem a origem das mercadorias. Caso a origem não seja comprovada, eles sofreram representação fiscal para fins penais, tendo que responder junto à Justiça Federal pelo crime de descaminho, cuja pena pode ir de 1 a 4 anos de reclusão.

Comentários

  • Leo disse:

    Espectador: Vc acha que um Auditor Fiscal, que ganha em média 22 mil reais, vai ter interesse em pegar pra ele um óculos ou caixinha de som pirata? Não viaja meu amigo, vc diz isso porque provavelmente VC faria isso.

  • francisco rolim pinheiro disse:

    A loja é A PAULISTA em frente ao terceirão. por que não divulgam, estão com medo?

  • Reginaldo disse:

    O Caminho não e por ai atrás dopequeno trabalhador devia ir atrás de políticos que os bens não são compatível ao que recebe que vivem sonegando acabando com o povo e o país

  • Monica disse:

    Citem o nome da loja ,a fim de abrir os olhos das pessoas que compram óculos super caros ,pensando ser originais.

  • Espectador disse:

    Que interessante, mais interessante ainda seria mostrar um vídeo contabilizando e mostrando todos os produtos sendo destruídos, sejamos verdadeiros, maioria desses produtos vão ser surrupiados pelos agentes corruptos que existem nessas corporações, isso foi só mais uma maneira de garantir $$$ o deles, só trouxa pra acreditar que todos os produtos vão ser destruídos como deveriam ser.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.