Início Geral

Recém-nascido abandonado na PB passa bem e polícia já investiga suspeitos

A Polícia Civil já está investigando suspeitos no caso do bebê que foi abandonado na cidade de Monteiro, Agreste do estado, a 310 km de João Pessoa. A mulher que encontrou a criança e moradores das proximidades de onde ela foi deixada foram já foram ouvidos. A informação é da delegada que acompanha o caso, Laura Fonseca, que está confiante que os responsáveis pelo abandono serão encontrados em breve. Comente no fim da matéria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“Estamos analisando imagens de câmeras instaladas nas proximidades de onde o bebê foi encontrado. Infelizmente, na rua exata não há circuito de segurança. As imagens estão ajudando pouco, mas também trabalhamos com outra linha de investigação e, pelo o que já temos, acredito que a partir dela vamos chegar sim a um resultado concreto e em breve”, contou a delegada, acrescentando que ainda não pode divulgar informações sobre suspeitos ou detalhes da investigação.

O bebê, que recebeu o nome provisório de David Emanuel, continua internado no Hospital e Maternidade Regional Santa Filomena. Ao Portal Correio, a unidade informou o menino chegou ao hospital com hipotermia, mas na manhã desta sexta-feira (16) ele já passava bem.

A criança não precisou de incubadora ou aparelhos especiais. Ele passou por exames – todos com resultados satisfatórios – e continua sendo monitorado. O Conselho Tutelar já foi acionado e David Emanuel continuará na unidade de saúde até decisão da Justiça. 

Segundo a Polícia Civil, depois de localizados, os responsáveis pelo bebê podem ser indiciados por abandono de incapaz e, caso seja comprovada a intenção de matar, tentativa de infanticídio. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.