Emprego

Pós-greve dos caminhoneiros

Economia

TV Correio

https://portalcorreio.com.br/?p=110147&preview=true
(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/Fotos Públicas)

Rede hoteleira cai até 35% e varejo despenca 38% na Paraíba

Média de cancelamento de reservas na semana passada foi de 30% na rede hoteleira da Paraíba

0
COMPARTILHE

A greve dos caminhoneiros atingiu também a rede hoteleira de João Pessoa, a paralisação agravou ainda mais a média baixa de ocupação da rede hoteleira da Capital, tanto para o feriado de Corpus Christi, como para as tradicionais reservas de fins de semana, em maio. Já o varejo no estado despencou quase 40% pelos mesmos motivos.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, seccional Paraíba (ABIH-PB) apontam que a média de cancelamento de reservas na semana passada foi de 30%. Já no fim de semana, de 25 a 28 de maio, a média de ocupação é de 35%. Ainda de acordo com a entidade, para este fim de semana, o setor amarga 25% de cancelamentos, em média.

Somente nessa quarta-feira (30), segundo o diretor da ABIH-PB, um hotel havia informado seis cancelamentos para os próximos dias e semana que vem. A maioria dos clientes da rede hoteleira de João Pessoa é formada por pessoas que residem em estados próximos, como Pernambuco, Rio Grande do Norte até Alagoas.

Além da queda no percentual de ocupação, o setor hoteleiro paraibano também se recente dos efeitos negativos da paralisação dos caminhoneiros. Há muitos problemas na entrada de itens para o café da manhã, manutenção, material de limpeza e, principalmente, no fornecimento do abastecimento de gás.

Varejo

A Linx, especialista e líder em software de gestão, identificou queda de 38% das vendas do varejo no fim de semana na Paraíba marcado pela paralisação dos caminhoneiros por todo o país. A análise foi baseada na emissão de nota fiscal eletrônica (NFC-e) de quatro dos principais segmentos em que a empresa atua. O percentual de queda no estado é o mesmo identificado em todo o Brasil.

O indicador de 38%, que abrange todo o Brasil, considera o desempenho do último fim de semana (26 e 27 de maio) em comparação com os dias 19 e 20 deste mês nos segmentos de postos de combustíveis, automotivo, food service e shopping centers.

Como era esperado, a falta de combustíveis fez com que os postos mantivessem o índice negativo de 49% em todo o Brasil, enquanto o segmento automotivo vendeu 30% menos no período no país. Ainda sobre dados nacionais, o setor alimentício apresentou baixa de 27% e os shopping centers perderam 25% das vendas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas