Rem?dios achados em JP ser?o rastreados; descarte n?o pode ser feito no lixo comum

35
COMPARTILHE

Os remédios que foram descartados de forma irregular por trás de um cemitério de João Pessoa serão rastreados pela Vigilância Sanitária da Capital nesta quinta-feira (7). Os medicamentos foram achados nessa segunda-feira (5), na Rua Porfírio Costa, por trás do Cemitério São José, em Cruz das Armas. A Saúde do Município informa que remédios não podem ser jogados no lixo comum; veja abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O objetivo da operação é identificar a procedência e os responsáveis pelo descarte irregular dos remédios. “Nesse processo, serão abertos os volumes coletados, que foram devidamente lacrados e, os itens serão identificados por tipologia, finalidade, classe, laboratório, lote e validade. Trata-se de um trabalho criterioso, sobretudo, essencial para identificar e responsabilizar quem cometeu o ato”, explicou Alberto José dos Santos, gerente da Vigilância Sanitária de João Pessoa.

Os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde trabalham também com a hipótese de roubo, fraudes fiscais ou contrabando de medicamentos. Após a identificação dos lotes, o laudo técnico será apresentado ao Ministério Público para que as medidas legais sejam tomadas.

A Rede Municipal de Saúde é responsável por gerenciar o descarte de medicamentos e orienta que a população compre a medicação de acordo com a quantidade prescrita pelo médico; quando houver sobras, não devem ser jogadas em lixo comum. A população deve encaminhar esse medicamento até a Unidade de Saúde mais próxima, uma vez que a Unidade tem como fazer o descarte correto.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas