Início Geral

Ricardo Barbosa desiste de disputar a prefeitura de Cabedelo

O deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB) anunciou, nesta quarta-feira (30), que não irá disputar as eleições para prefeito de Cabedelo. Em nota divulgada à imprensa, disse que a decisão foi tomada levando em consideração, entre outros fatores, os altos custos de uma campanha eleitoral.

“A possibilidade de ser chefe do Executivo num município onde nenhuma gestão parece dar certo é tentador, especialmente tendo o apoio e o encorajamento do meu partido e de outros da base aliada. Mas não dá para sonhar sem enxergar a realidade em todas as suas nuances. Os tempos são difíceis e uma campanha eleitoral é cara e eu não disponho dos recursos necessários. Mais que isso: não dá para sonhar sozinho e ensurdecer-se aos apelos de amigos e correligionários”, diz o deputado.

No texto, Ricardo Barbosa agradeceu ainda o apoio de lideranças políticas à candidatura de seu nome. Ele disse que se sente lisonjeado, mas afirmou que não é o momento de mudar sua trajetória política.

“Ser deputado estadual é minha missão precípua e a exerço com extrema responsabilidade, especialmente diante de tanto reconhecimento. Portanto, decidi sem traumas – e com a convicção de que estou no caminho certo – não mais disputar a prefeitura de tão rico e problemático município de Cabedelo. A todos quantos me estimularam e acreditaram em meu potencial para tão honrosa missão, a minha gratidão”, completa o comunicado.

Leia, na íntegra, a nota divulgada pelo deputado Ricardo Barbosa:

Ser prefeito de Cabedelo, um desafio para qualquer político, foi um sonho acalentado por mim durante um bom tempo. A possibilidade de ser chefe do Executivo num município onde nenhuma gestão parece dar certo é tentador, especialmente tendo o apoio e o encorajamento do meu partido e de outros da base aliada. Comandar os destinos de uma importante cidade, com liberdade para fazer acontecer, seria um incremento à minha alma empreendedora.

Mas não dá para sonhar sem enxergar a realidade em todas as suas nuances. Os tempos são difíceis e uma campanha eleitoral é cara e eu não disponho dos recursos necessários, para o enfrentamento de uma campanha eleitoral com os vícios e custos, como em Cabedelo. Mais que isso: não dá para sonhar sozinho e ensurdecer-se aos apelos de amigos e correligionários.

Além de conversas pontuais e incisivas, recebi a manifestação maciça de prefeitos aliados e lideranças políticas que me demoveram da ideia de ser candidato em Cabedelo. Em comitiva, recebi vários deles enaltecendo o apoio que têm recebido do meu mandato e de como esse trabalho, especialmente nesses anos de profunda preocupação política e econômica do país, com reflexos nos Estados e Municípios, não pode sofrer solução de continuidade, ainda que em nome de um sonho legítimo.

Senti-me lisonjeado e ainda mais consciente da responsabilidade do meu mandato na promoção do bem-estar coletivo. Devo a esses prefeitos votações expressivas. Essa confiança, além dos recorrentes apelos, me levam à convicção de que não é hora de mudar minha trajetória política. Ser deputado estadual é minha missão precípua e a exerço com extrema responsabilidade, especialmente diante de tanto reconhecimento.

Portanto, decidi sem traumas – e com a convicção de que estou no caminho certo – não mais disputar a prefeitura de tão rico e problemático município de Cabedelo. A todos quantos me estimularam e acreditaram em meu potencial para tão honrosa missão, a minha gratidão.

Estejam certos de que manterei o compromisso de lutar, ainda com mais vigor, pelo desenvolvimento do nosso Estado.

Nossa luta continua.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.