Ricardo x Cartaxo

22
COMPARTILHE

A trajetória dos dois se confunde: começaram no movimento estudantil na UFPB, onde se formaram farmacêuticos. Migraram para o movimento sindical, conquistaram os primeiros mandatos pelo PT, como vereador de João Pessoa, depois deputado e prefeito. Um foi vice-governador e o outro é governador. As convergências entre Luciano Cartaxo e Ricardo Coutinho terminam aí.

No estilo de fazer política, são bem diferentes. Ricardo não leva desaforo para casa. Em defesa de suas crenças, se joga de corpo e alma, seja contra quem for. Este ano já encarou até os servidores, ao suspender o reajuste anual, em razão da crise. E não recuou diante dos protestos.

Outro exemplo: mesmo quando milhares de pessoas saiam às ruas do país contra a presidente Dilma, ele defendia o seu mandato, usando como justificativa a necessidade de se preservar as regras democráticas. Ela caiu. Ele continua com o mesmo discurso.

A prática política de Cartaxo revela pragmatismo. Não compra briga com facilidade. Aliás, neste ano eleitoral tem corrido delas como “o Diabo foge da Cruz”. Quando responde a provocações, dosa o veneno.

Quando perdeu a esperança de contar com Ricardo para a reeleição, foi objetivo e asfaltou caminho para chegar ao seu contraponto: deixou o PT e se filiou ao PSD de Rômulo Gouveia, com canal aberto com Cássio Cunha Lima (PSDB),atual grande adversário do governador.

Cartaxo tenta não polemizar com Ricardo. Sabe que beneficiaria a candidata do PSB,Cida Ramos. Mas a batalha parece inevitável. Com algumas tuitadas, Ricardo apagou os holofotes dos outros concorrentes ao cargo de prefeito da Capital – PMDB, PTB, PT e PSOL.

Primeiro, apontou buraqueira no acesso à Estação Ciência e anunciou que mandaria o DER pavimentar o trecho, expondo a gestão Cartaxo. Depois, anunciou entrega da pavimentação de 100 ruas no Cidade Verde, e alfinetou: “Como prefeito de JP, calçamos mais de 570 ruas, tudo com recursos próprios. Dói na alma assistir ao reducionismo atual. Existimos para evoluir”. E até ao confirmar antecipação do 13° salário, provocou o prefeito: “Sem coletiva, apenas uma tuitada”.

Cartaxo sonha em suceder Ricardo, que trabalha para colocar Cida em sua cadeira, interrompendo essa trajetória. Apesar da qualidade dos outros concorrentes a prefeito, já conseguiu polarizar o debate.

TORPEDO

“Eu não terei nenhuma dificuldade de contemplar o companheiro Raoni Mendes, e evidente, que a primeira suplente dele na Câmara é Sandra Marrocos, uma mulher guerreira. Terei o maior prazer, se tiver oportunidade, de que ela cumpra o seu papel.”

De Buba Germano (PSB), admitindo se licenciar e ceder vaga para Raoni Mendes na Assembleia, o que abriria espaço na Câmara para sua aliada.

Os inelegíveis

Na próxima segunda-feira, o presidente em exercício do TCE, André Carlo Torres e o corregedor Fernando Catão entregarão ao Ministério Público Eleitoral a lista de gestores e ex-gestores com contas reprovadas.

Os inelegíveis 2

A lista conterá os nomes dos que tiveram contas julgadas irregulares nos oito anos anteriores ao pleito – entre 2008 e 2016. Na relação do TCE constam mais de 600 políticos que poderão ser considerados inelegíveis.

Memória

Na divulgação que a Prefetura vem fazendo, o Parque Solon de Lucena, assim denominado desde que foi urbanizado, em 1924, em homenagem ao ex-governador da Paraíba, foi renomeado de “Parque da Lagoa”.

Fátima x Zenóbio

A ex-prefeita Fátima Paulino (PMDB) é quem enfrentará o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), em Guarabira. A oficialização da candidatura deve ocorrer no dia 30. Até lá, o candidato a vice-prefeito será definido.

ZIGUE-ZAGUE

Nem o PCdoB escapou. Em delação,o ex-deputado Pedro Corrêa revela que partido de Aldo Rebello exigia até 30% de propina no Minha Casa, Minha Vida.

Eduardo Cunha convocou a imprensa e líderes para pronunciamento que fará às 11h de terça-feira, no Hotel Nacional, em Brasília. Vem bomba.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas