Rivalidade

15
COMPARTILHE

O prefeito Luciano Cartaxo (PT) copiou o modelo de solenidade do governador Ricardo Coutinho (PSB) para também anunciar seus “presentes” para João Pessoa, que festeja 430 anos em 5 de agosto. Mas, ao contrário do pessebista, teve que estender sua programação de inaugurações até dezembro, porque as 10 obras que podem ser entregues no mês do aniversário, não concorrem com as do governo do Estado.

As inaugurações de Ricardo começam com o Teatro A Pedra do Reino,o maior do Nordeste e o 2º maior do Brasil, com capacidade para três mil pessoas, que conclui o Centro de Convenções (dia 5), a ampliação do Hospital de Trauma (10); a Escola Técnica de Mangabeira (17); a Ciretran no Valentina Figueiredo (20); a nova Central de Polícia (21); a Escola Mestre Sivuca (24); e o Trevo das Mangabeiras (31).

O de Cartaxo prevê para o dia 3 uma Academia de Saúde no Ernani Sátiro, segue com a entrega de creches no Colibris, Mumbaba I e II, Vale das Palmeiras e Gramame, reforma das creches do Grotão e Castelo Branco, reforma de praça em Cruz das Armas e a construção da Praça da Juventude, no Bairro das Indústrias. Tem outras 29 obras prometidas para até dezembro.

Mesmo se tivesse feito algo singular, o prefeito Luciano Cartaxo dificilmente evitaria as comparações. É inegável que há um clima de rivalidade estabelecido entre pessebistas e petistas. Assim como aconteceu em 2014 com PSB e PSDB, tudo indica que testemunharemos uma polarização na disputa de 2016, na Capital,entre PT e PSB.

Se a perspectiva de não contar com o apoio de Ricardo Coutinho é ruim para Cartaxo, a polarização é o lado bom, porque as atenções estarão concentradas no debate entre os dois. Quem mais entrar na disputa terá que ser criativo e rebolar para interromper o ping-pong, ser ouvido e visto como opção de voto.

Mas, considerando comentários recentes do secretário Luis Torres (Comunicação), Cartaxo vai precisar de munição, porque serão colocados em julgamento os estilos de gestão do PSB e do PT. Qual o mais eficiente? Ricardo tem o legado de cinco anos na Prefeitura, os investimentos que tem feito como governador e um discurso de austeridade, sintonizado com o momento nacional. Cartaxo tem a marca do diálogo e mais um ano para concluir obras marcantes e enfrentar esse debate. A rivalidade, baseada no quem fez mais, beneficia a cidade.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas