Moeda: Clima: Marés:
Início Saúde

Aedes aegypti é ameaça paralela na pandemia e precisa de ações de combate; veja como se proteger

Segundo a SES, este ano foram registrados no estado 11.709 casos prováveis de dengue, 7.937 de chikungunya e 1.236 de zika
Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya (Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

Nos últimos meses, a Paraíba registrou um aumento nos casos de dengue, zika e chikungunya. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, de 1º de janeiro até o dia 25 de setembro deste ano, foram registrados no estado 11.709 casos prováveis de dengue, 7.937 de chikungunya e 1.236 de zika.

As doenças, que são provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, podem ser evitadas com alguns cuidados básicos. Saiba como evitar a proliferação do mosquito na reportagem da TV Correio (vídeo abaixo):

Comentários

Adjamis disse:

Qual o órgão responsável para fazer a prevenção e combate?

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.