Saiba os motivos que podem levar Amadeu Rodrigues a renunciar na FPF

13
COMPARTILHE

Fortes divergências com clubes amadores, voto vencido na busca por uma Federação Paraibana de Futebol (FPF), e por clubes, com eleição limitada de presidentes e um vice-presidente da FPF dando indícios de que está pronto para assumir a federação, sendo aliado de Rosilene Gomes. Esses podem ser os ingredientes que estão se somando para a renúncia de Amadeu Rodrigues no cargo de presidência da FPF. ‘Acesse o Voz da Torcida’.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

A renúncia de Amadeu na federação começou a tomar corpo nos últimos dias de 2015, quando ele tentou proibir a reeleição ilimitada de presidentes de clubes na Paraíba, mas foi voto vencido na Assembleia Geral da FPF, realizada no dia 23 de dezembro.

Depois disso, a sombra de Rosilene Gomes voltou aos bastidores da FPF tendo como emissários o vice-presidente, Nosman Barreiro, e os presidentes de clubes amadores.
Nesta sexta-feira (8), Amadeu Rodrigues utilizou uma rede social para deixar claro que pensa sim em renunciar ao cargo na federação.

“Estou com minha família refletindo e entregando a Deus tudo isto que está acontecendo. Peço desculpa aos amigos da imprensa pela falta de comunicação. Que Deus nos abençoe”, disse Amadeu em breve contato.

Na quarta-feira (6), Nosman Barreiro concedeu entrevista e falou sobre a possibilidade de renuncia na FPF.

“Estive conversando com ele apenas sobre assuntos administrativos da FPF. Sobre a renúncia, não tenho certeza, mas afirmo que tem fundamento. Há algum tempo ele pensa em renunciar. Ele não falou para mim. Só disse para outras pessoas que estava se programando para renunciar sexta-feira (9). Não tenho 100% de certeza, mas acredito que se concretize”, disse Nosman.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas