Início Geral

Saída honrosa

O PMDB deve anunciar hoje o que já estava previsto: o desembarque do Governo Dilma Rousseff. Governo esse que fizeram parte, e com uma fatia mais que generosa do bolo, por seis anos (ainda faltam pouco menos de dois anos para a petista concluir o mandato).

Agora, que esse desembarque seja “na vera”, que o PMDB entregue os ministérios, cargos federais e outros tantos. Porque essa história de rompimento branco não existe. Ou é ou não é, como se costuma falar no interior. Seria uma saída honrada e honrosa, já que a justificativa é de que o País precisa crescer, sair da lama e do mar de corrupção que cobriu o Brasil, literalmente do Oiapoque ao Chuí. Meio termo não é democrático, sinto muito quem pensa assim.

Na convenção nacional do PMDB, decidiram que quem estava no Governo ficava, mas quem quisesse entrar, não poderia mais. Convenhamos, assim é muito bom. Eu não defendo Dilma, mas defendo ideologias, ideais, e palavras. A legenda não é “tão santa” assim, já que usufruiu, pediu, barganhou e não vai poder dizer que não sabia o que se passava porque sempre se sabe. Não falte quem conte.

Confirmada a saída do PMDB, amanhã, será travada uma verdadeira guerra dentro do Congresso Nacional. De um lado, Dilma, do outro, Michel Temer. Cada um tentando arregimentar seus exércitos. E vamos ver quem se sai melhor. A vantagem, claro, é do PMDB, que passará a apoiar o impeachment da presidente e cuja cadeira será ocupada por seu líder maior. E o País, como fica? A contar as horas para que tudo isso chegue ao fim.

Apoio declarado

Uma reunião em Brasília, mais precisamente no gabinete do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, que vem a ser vice-presidente do PP, selou o apoio da legenda ao projeto de reeleição do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. O presidente da Câmara, vereador Durval Ferreira, também esteve presente.

Batido…

A reunião de ontem também teria servido para selar o destino da CPI da Lagoa, protocolada há mais de duas semanas por vereadores da oposição e também da base do prefeito Luciano Cartaxo.

…o martelo

Vamos esperar a sessão de hoje na Câmara da Capital. Dependendo da decisão, que cabe exclusivamente ao presidente da Casa, confirmaremos se assunto esteve na pauta.

Surpresa 1

O deputado federal Wilson Filho comentou a saída relâmpado do vereador Raoni Mendes. Disse que foi pego de surpresa, mas que entendia o posicionamento do parlamentar.

Surpresa 2

Em relação ao PHS, que ele dava certo como apoio, Wilson Filho disse ter se sentido traído já que o partido já tinha dito que marcharia com o PTB e que agora está com o PSD.

Prioridade para Epilépticos

Projeto do deputado Nabor Wanderley (PMDB) prevê prioridade na assistência às pessoas que são vítimas de ataques epilépticos no Estado da Paraíba. “Com o diagnóstico em mãos, o paciente com epilepsia deverá comunicar à unidade hospitalar sobre sua patologia para que seja atendido com mais agilidade”, disse.

Livro

O advogado Edísio Souto está lançando o livro “Eleições 2016: Principais Resoluções do Tribunal Superior Eleitoral”. A publicação será bastante útil para advogados, magistrados, jornalistas e políticos.

Patos e Região

A prefeita Francisca Motta recebeu a diretoria do Sindicato dos Funcionários Públicos de Patos e Região. Discutiram política de valorização dos servidores.

Votos de pesar

O Pleno do TJPB, aprovou votos de pesar pelo falecimento da senhora Margarida Nair Espínola, viúva do desembargador Francisco Espínola. A propositura foi do desembargador Joás de Brito Pereira Filho .

Operação na TV

O cineasta José Padilha, de Tropa de Elite, deu o ponta-pé inicial e vai filmar a ‘Operação Laja Jato’ para a TV internacional.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.