Moeda: Clima: Marés:

Salões de beleza sofrem com falta de profissionais

Pesquisa que comparou informações de 2021 e 2019 revela que 52% dos profissionais que atuavam em salões passaram a atender clientes em domicílio
Salões de beleza
(Foto: Imagem ilustrativa/Pixabay)

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Salões de Beleza (ABSB) revelou que além da queda geral no faturamento, provocada pela pandemia do coronavírus, essas empresas também estão enfrentando dificuldades para manter as suas equipes de profissionais.

De acordo com o levantamento, também repercutido pelo Sebrae, que comparou informações de 2021 e 2019, cerca de 52% dos profissionais que atuavam em salões passaram a atender os clientes em domicílio. Além disso, para 66% dos empreendedores entrevistados houve uma redução no número de pessoas que atuam nos salões de beleza em relação a 2019.

Ao analisar os dados divulgados, o presidente da associação, José Augusto Nascimento, explica os impactos da nova realidade para o setor.

“Isso é ruim para a economia, para o salão e para o profissional, que fica desassistido. Não é bom também para quem recebe o atendimento domiciliar, porque ele deixa de contar com a segurança adequada. O salão de beleza é um local seguro, é onde o cliente tem experiências inovadoras, onde há uma fiscalização efetiva”, pontuou o presidente.

Além das dificuldades com a falta de profissionais, os donos de salão de beleza também enfrentaram uma redução no faturamento nos últimos dois anos.

Em dezembro de 2021, de acordo com a associação, um total de 20% dos empresários faturou 30% a menos do que no mesmo período de 2019, enquanto outros 18% registraram números 40% menores quando comparados à fase pré-pandemia.

Já o faturamento integral de 2021 também obteve um resultado abaixo do registrado em 2019. Segundo o levantamento da ABSB, 21% dos pesquisados tiveram 30% de diminuição nesse índice, enquanto que para 35% dos entrevistados a queda foi de 40% em relação ao ano de 2019.

Ao avaliar os dados, a analista técnica do Sebrae Paraíba, Raquel Santos, destacou que a dificuldade de manter os profissionais nas empresas é um dos principais desafios dos empreendedores do setor, em conjunto com a gestão diária do negócio.

“Essa questão dos profissionais é o maior gargalo da área da beleza e muitos empreendedores passam por essa dificuldade. Por essa razão, todo empresário, antes de montar um salão, precisa saber de fato como funciona esse setor e o que deve ser feito em uma empresa desse modelo”, explicou a analista, ao citar como tendência o aluguel de partes do espaço do salão, para profissionais de fora da empresa, ou a celebração de outras parcerias deste tipo.

Feira de negócios

Com a proposta de apresentar aos empreendedores da Paraíba as inovações e tendências do mercado, o Sebrae Paraíba vai promover, durante o mês de maio, mais uma edição da Feira Paraibana da Beleza. O evento será realizado em João Pessoa, entre os dias 15 e 17 de maio. Nas próximas semanas mais informações serão divulgadas sobre o evento, que vai contar com a exposição de produtos e serviços, além de uma série de capacitações para quem já é ou deseja se tornar um empreendedor da beleza.

Palavras Chave

Empreendedorismo

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.