Oportunidade

Futebol

#SouRepórterCorreio

TV Correio

sao-joao-e-copa-do-mundo-sao-propicios-para-o-empreendedorismo-na-pb
Vestidos juninos infantis das cores verde e amarelo são os mais vendidos (Foto: Divulgação)

São João e Copa são propícios ao empreendedorismo

Diversificação dos produtos e serviços garantem renda extra aos empreendedores que investem na temática destes grandes eventos

0
COMPARTILHE

O São João da Paraíba aquece as vendas e gera renda para quem sabe aproveitar a oportunidade. Além dos moradores locais, milhares de turistas prestigiam os shows e atrativos culturais do Estado em praticamente todos os 223 municípios.

Em 2018, além da data comemorativa, a Copa do Mundo de Futebol, sediada na Rússia, ajuda a criar um cenário propício para os empreendedores aumentarem as vendas e ampliarem os lucros. No entanto, para isso, é preciso planejamento e criatividade.

Foi diante desse cenário que a artesã Simone Campelo, de João Pessoa, resolveu criar camisetas com aplicações que unem elementos regionais e o maior evento esportivo do mundo. As tradicionais bonecas russas, conhecidas como “matrioskas”, por exemplo, ganharam vestidos de chita. Já as cores da bandeira nacional brasileira, são o diferencial deste ano nos tradicionais elementos juninos.

“Minhas próprias clientes me estimulam, eu procuro ver o que as pessoas estão usando e em cima disso, começo a criar alguns modelos”, conta Simone, que diz sempre aproveitar as festividades para inovar nos seus produtos de forma criativa e original.

Uma panificadora no bairro do Catolé, em Campina Grande, também aproveita o período para trazer um diferencial e alegrar seus clientes, a maior parte turistas, durante o período do São João na cidade. Todos os finais de semana, o café da manhã é embalado por um autêntico trio de forró.

Conforme a funcionária Cristiane Barbosa, a intenção é propiciar uma experiência genuína ao cliente. “Queremos que ele entre ou continue no clima de São João. Inclusive isso nos traz um retorno muito bom, já que há dias em que temos até fila para as mesas durante o café da manhã”, conta.

Ser proativo, inovador e criativo aproveitando o momento para garantir uma renda extra também é o que motiva a costureira Maria Graciete de Santana, de João Pessoa. Ela trabalha durante todo o ano com peças que vão de alta costura ao popular, mas em períodos festivos, já prepara uma produção especial, com peças únicas e cheias de detalhes personalizados. Este ano, os vestidos juninos infantis mais vendidos, conta, têm as cores verde e amarelo.

“Procuro oferecer um diferencial da produção à entrega do produto. Com tecidos diferentes e detalhes artesanais que eu mesma confecciono. Este ano estou pensando inclusive em colocar um forró pé de serra no carro e levá-los à venda nas feirinhas”, conta.

Conforme o gerente de Inovação do Sebrae Paraíba, Elinaldo Macedo, é importante apresentar um diferencial que agregue valor ao produto oferecido. “Apresentar um produto customizado, que tem qualidade, e além disso, a cultura do nordeste, as cores da bandeira do Brasil ou um forró pé de serra, insere o cliente em um clima diferente. Esses empresários estão entregando produtos e serviços diferenciados e isso se torna atraente e marcante”, destaca, ao complementar que, diante de um cenário de retração de consumo, essas iniciativas são extremamente louváveis.

Ainda segundo Elinaldo, além do artesanato e produção de alimentos, setores como economia criativa, madeira e móveis, tecnologia da informação e comunicação, moda (têxtil e confecções, couro e calçados) e comércio varejista também podem se beneficiar com o aquecimento das vendas em datas comemorativas.

Veja abaixo um exemplo de quem aproveita a oportunidade dos festejos juninos para gerar renda, na matéria da TV Correio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas