Moeda: Clima: Marés:
Início Pandemia

Secretário de Saúde defende reabertura de shoppings, bares e restaurantes aos fins de semana em João Pessoa

Fábio Rocha opina, por outro lado, que praias devem continuar fechadas para passeios e banho, como estabelece o atual decreto
Fábio Rocha (Foto: Ivomar Gomes Pereira/Divulgação/Secom-JP)

O novo decreto da Prefeitura de João Pessoa deve flexibilizar as atividades econômicas pelos próximos 15 dias. O conjunto de normas deve ser divulgado até esta sexta-feira (18), com início da vigência no sábado (19). Ao programa Correio da Manhã, da Rede Correio Sat, o secretário de Saúde do Município, Fábio Rocha, disse acreditar que João Pessoa tem condições de liberar o funcionamento de serviços hoje fechados.

Segundo Fábio Rocha, haverá reunião entre gestores na tarde desta quinta-feira para definir os detalhes do decreto. O secretário adiantou medidas que ele considera aplicáveis para o período. Na opinião dele, o decreto poderia determinar as seguintes regras:

  • Shoppings, bares e restaurantes funcionariam até as 22h, inclusive nos fins de semana
  • Igrejas poderiam funcionar com ocupação 30% da capacidade, inclusive nos fins de semana
  • Academias poderiam funcionar no horário habitual, inclusive nos fins de semana
  • Praias continuariam fechadas para banho e passeios, seguindo as mesmas regras do decreto atual
  • Eventos poderiam funcionar com ocupação 30% da capacidade

“O nosso objetivo é normalizar o máximo possível as atividades, desde que tenhamos segurança nessas atividades. Pelos números da prefeitura, acreditamos que há segurança para retomar serviços nos fins de semana com horários reduzidos e respeitando critérios sanitários”, disse Fábio Rocha.

Apesar do entendimento do secretário, pesarão votos e avaliações de outros gestores municipais na elaboração do novo decreto. Sendo assim, podem haver modificações até a publicação oficial do documento.

O que diz o Estado

O programa Correio Manhã também ouviu o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros. Ele concordou que João Pessoa possui condições favoráveis à flexibilização, ao contrário de municípios do interior, como Areia e Bananeiras, que costumam ser destinos frequentes nos dias de São João e São Pedro. Ele falou que o estado se preocupa que o feriado possa elevar os índices de transmissão do novo coronavírus e ocupação hospitalar de pacientes com Covid-19.

“São João e São Pedro são festas que tradicionalmente promovem aglomerações, então as medidas adotadas a partir do dia 19 terão que ser analisadas por esse ângulo. Temos que adotar medidas que evitem que as pessoas aglomerem. A permanência das pessoas trabalhando nesse momento é muito importante”, declarou Geraldo Medeiros.

A fala do secretário indica que o feriado de São João pode ser cancelado no estado. O Governo da Paraíba prepara um novo decreto que terá validade a partir do sábado (19). O texto deve ser divulgado até a manhã desta sexta (18).

Comentários

Hilda Santos Costa disse:

Não está nada normal.Achei interessante o decreto do governo.Ja parou pra pensar que mesmo com.rudo.aberto nao esta havendo aglomerações.Semblantes tristes …temos 2600 mortos.na cidade.Essas pessoas.tem familia ,amigos e.colegas.Mas esta tudo normal…Não esta.,Bares restaurantes …tem muito menos gente que supermercados.Nao sou maluca…minha falecida me dizia”me engana que eu gosto”

Roberto disse:

Os Gestores deveriam se preocupar em vacinar as Pessoas .Não em Festa.Concurso público .Quanto mesmo política.Covid19E uma doença talvez Maligna.So Deus!

Wsevangelista disse:

Tá bom é de dar mais transparecia na aplicação das vacinas. Ninguém sabe quanto chegou, quanto tem em estoque, e principalmente quem realmente se vacinou. Fazem 15 dias que esta na faixa de 50 anos…..

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.