Início Geral

Sem doação

“Aprovado na CCJ projeto de minha autoria que proíbe que cargos de confiança sejam usados para o repasse de recursos a candidatos e partidos”. A informação é do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves. No microblog Twitter, o tucano complementou que “o projeto proíbe, por tempo determinado, doações a candidatos e partidos políticos por servidores ocupantes de cargo em comissão”. Poderia ser pelo menos por tempo indeterminado. Mas, enfim… Já é um começo.

Agora, vamos falar então do ‘mensalinho’ pós-eleição, que sempre existiu e todos sabem bem. O que é isso: não é doação em dinheiro, mas é a troca de cargos pelo apoio. Vishe!!! Para mim, é ainda pior. Esse ‘financiamento’ de campanha, através do uso de cargos comissionados e prestadores de serviço, é um desserviço ao poder público.

O projeto deveria proibir justamente que cabos eleitorais ou pessoas de partidos, que apoiassem candidatos e/ou candidaturas, fossem nomeados para cargos comissionados, salvo aprovados em concurso público ou que sejam realmente da área.

Já está mais que na hora, diante de tudo que estamos vivenciando, de acabar com certos troca-trocas. Engraçado que quem mais critica, é o que mais faz, indica e por aí vai. Desse jeito fica difícil para o eleitor. Sobram projetos, faltam boas opções, ideologias concretas. Sim, porque as ideologias partidárias já se foram há tempos.

Emplacando

O deputado federal Wellington Roberto, do PR, teria emplacado uma pessoa dele no Ministério da Agricultura e o colega Rômulo Gouveia (PSD), uma afilhada na Delegacia Regional do Trabalho. O PSD, aliás, já tem um representante no Governo Dilma Rousseff, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

Em pauta

A Famup se reúne amanhã com a bancada federal paraibana para discutir a pauta de interesses dos municípios, que se encontra na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Destaque

O prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, chegou, chegando no PSD. As marcas da gestão do ex-petista foram o destaque da inserção do partido de Rômulo Gouveia, ontem.

Voltou 1

“Eu tive um pouco de paciência [dando um tempo a mais na tribuna] porque ele estava ausente e fazia tempo que não usava a tribuna”, do presidente Adriano Galdino ao deputado João Henrique.

Voltou 2

Aliás, João Henrique praticamente abriu os trabalhos na tribuna. Chegou a se inscrever na sessão de terça, mas não pode falar, porque a licença ainda valia.

Vara agrária

O deputado Tovar Correia Lima esteve com o presidente do TJPB, desembargador Marcos Cavalcanti, acompanhado dos produtores rurais Vanildo Pereira da Silva e Sérgio Gouveia, vice-presidente e diretor da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba. Foram pedir a reativação da Vara de Questões Agrárias.

Marketing eleitoral

Doze profissionais vão debater “O Papel do Marketing nas eleições” nos dias 18 e 20 deste mês, no Iesp. Entre os participantes estão André Felisberto, Jurandir Miranda, Anderson Pires e Ruy Dantas.

E tome cassação

Se todo pedido de cassação resultar em cassação, não vai sobrar pedra sobre pedra em Brasília, nos três Poderes da República. É fato ou politicagem?

Solidariedade

“Eu e toda região do Brejo lamentamos a exoneração do Delegado Regional Walber Virgulino. Trabalho reconhecido pelo povo. E o governo?”. O comentário foi do deputado Raniery Paulino, via Twitter.

8ª edição

Rinaldo Mouzalas lançou a 8ª edição do Manual de Processo Civil, em parceria com João Otávio Terceiro Neto e Eduardo Madruga.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.