Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Sete bairros de JP têm risco médio de infestação do Aedes

Sete bairros de João Pessoa foram considerados como de médio risco de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya. Entretanto, no geral, a cidade apresenta baixo índice de risco de reprodução do mosquito (menos de 1%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) pela Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses da Capital (Gvaz) e fazem parte do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa).

O levantamento, feito entre os dias 7 e 10 de outubro, aponta as áreas com maior risco para presença de focos e reprodução. De acordo com o estudo, o Índice de Infestação Predial (IIP) na Capital é de 0,5%. Ou seja, a cada 200 imóveis, apenas um apresenta risco de reprodução do mosquito.

Porém, os bairros do Alto de Mateus, Jardim Veneza, Bairro das Indústrias, Bancários, Jardim Cidade Universitária, Jardim São Paulo e Anatólia estão com índices entre 1% e 4%.

Combate ao mosquito

Segundo o gerente de Vigilância Ambiental, Nilton Guedes, o índice de infestação do LIRAa na Capital é considerado baixo, mas as ações contra o Aedes aegypti devem acontecer de forma contínua.

“Com a chegada das temperaturas mais quentes, há uma facilidade na reprodução das larvas do Aedes, o que aumenta a possibilidade de transmissão das doenças causadas pelo mosquito”, afirmou Nilton Guedes.

Para Nilton, a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos, eliminando o acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito. “Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras”, orientou.

Quem souber de localidades com possíveis focos do Aedes aegypti, pode denunciar por meio do telefone 3214-5718.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.