Início Geral

Sindicato confirma greve e deixa cerca de 300 mil sem ?nibus em JP a partir de segunda

Em reunião na tarde desta quarta-feira (2), em João Pessoa, o Sindicato dos Motoristas de Transporte Coletivo decidiu, por unanimidade, declarar greve de seus profissionais a partir da próxima segunda-feira (7), deixando cerca de 300 mil pessoas sem o uso dos serviços na região metropolitana da Capital.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo Antônio de Pádua, presidente do Sindicato dos Motoristas, a categoria rejeitou a contraproposta enviada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo, pois a mesma não atendia às suas reivindicações.

Os motoristas pedem, além dos 14% de reajuste salarial, a unificação do vale alimentação para R$ 500 e ainda o pagamento integral do plano de saúde, que atualmente é pago somente pelos trabalhadores.

“As empresas nos informaram que, por motivos financeiros, não teriam condições de atender às solicitações. Por esse posicionamento do Sindicato patronal, resolvemos declarar greve”, disse Antônio de Pádua.

Ele disse que a paralisação envolve motoristas, cobradores e todos os funcionários dos setores administrativos do transporte público. A suspensão das atividades não será apenas parcial, mantendo algumas linhas em circulação. Segundo Pádua, a medida tomada será mais radical. Ele afirmou que “100%” da frota de ônibus na Grande João Pessoa ficará parada até uma resolução em favor da categoria.

A greve não tem previsão de duração e novas assembleias ainda não estão previstas para discussões sobre o caso.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Motoristas, 5 mil profissionais trabalham nas 82 linhas de ônibus de João Pessoa e nas 20 linhas que cortam as cidades de Cabedelo, Santa Rita e Bayeux, na região metropolitana.

A frota de ônibus da Capital é de 480 veículos em circulação, pertencentes a oito empresas de transportes de passageiros de característica urbana, conforme explicou Antônio de Pádua.

Assista à matéria exibida na TV Correio HD.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.