Sindipetro diz que Cabedelo ainda tem gasolina, mas MPPB apura falta nos postos

21
COMPARTILHE

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado da Paraíba (Sindipetro-PB), Omar Hamad, garantiu, na noite desta segunda-feira (4), que o Porto de Cabedelo ainda tem combustível para abastecer o Estado por algum tempo até que um novo navio atraque e traga mais combustível. Mesmo assim, o Público da Paraíba (MPPB), vai se reunir, nesta terça-feira (5), com órgãos de defesa do consumidor para discutir sobre o desabastecimento de combustíveis no Estado.

Leia também: Abastecimento de gasolina deverá ser normalizado até o fim da semana na Paraíba

Segundo Omar Hamad, durante o fim de ano, alguns postos de combustível do Estado ficaram sem gasolina por conta de problemas de logística na entrega, mas a situação não deve voltar a ocorrer em curto prazo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“Estive em Cabedelo e ainda tem produto para abastecer os postos. Não sabemos até quando vai durar, mas não é nada que possa causar um alarme na população. Ainda está semana vai atracar um navio com mais combustível”, afirmou Omar.

O problema do desabastecimento ocorre desde o fim de 2015, quando houve atrasos na chegada de um navio que traria os derivados de petróleo ao estado.

Além do MPPB, também deverão participar desse encontro os representantes de outros órgãos, como os Procons Municipais de João Pessoa e Cabedelo e da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas