Início Notícias

Sistema Correio apoia campanha em defesa da população LGBT

Uma campanha promovida pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) e o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB), em parceria com o Sistema Correio, vai reforçar a importância da proteção à população LGBT e apoiar a edição 2019 da Parada LGBTQI+, que acontece no dia 29 deste mês em João Pessoa.

Em visita ao Sistema Correio, nesta sexta-feira (13), o procurador da República no MPF-PB, José Godoy, e o procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, expuseram a necessidade de apoio à causa e reforçaram a importância do Sistema Correio na busca por igualdade.

“O órgão público tem obrigação na defesa dos direitos humanos e em parceria com o Sistema Correio iremos tratar da questão da liberdade, direito e integridade física na questão da LGBTQI+”, disse Jose Godoy.

Eduardo Varandas lembrou que os dados sobre crimes contra pessoas LGBTs são assustadores e que a sociedade precisa entender que todos são iguais, independente do gênero.

“Os dados são monstruosos. A cada 23 horas no Brasil,  um LGBTQI+ é assassinado por crime de ódio. Temos percebido que apesar dos avanços conquistados, ainda existe muito ódio e muito o que se conquistar. Não adianta a lei assegurar a igualdade se a população não vive esse respeito ao próximo, esse respeito ao diferente. A finalidade dessa campanha é assegurar apenas o que diz a Constituição de que é principio da República a dignidade do ser humano e que todos são iguais perante a lei, independente de serem LGBTs, heterossexuais, cristãos, muçulmanos. Todos nós somos iguais e isso tem que ser respeitado”, frisou Eduardo Varandas.

Diretora-executiva do Sistema Correio, Beatriz Ribeiro reforçou que todas as pessoas possuem o legítimo direito de ter a orientação sexual definida como quiserem e que o Correio irá participar da campanha na busca pela paz.

“O Sistema Correio se une a esse apoio do Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Federal. É um direito legítimo das pessoas que elas tenham liberdade para que a gente possa mostrar a importância de ter paz e para que essa violência possa ser reduzida”, afirmou Beatriz.

A importância da campanha também foi defendida pela diretora de jornalismo do Sistema Correio, Sony Lacerda. Para ela, a conscientização das pessoas sobre os direitos da população LGBT precisa ser enfatizada e o Sistema Correio irá ajudar na causa.

“Os veículos falam pelas pessoas e é nosso papel informar da melhor forma possível. Conscientizar as pessoas é parte do papel dos meios de comunicação. Conscientizar que estamos falando de pessoas, independente de gênero, classe social, cor ou religião. Que eles são seres humanos e têm poder de escolha. Cada um tem esse poder, desde que você não desrespeite a liberdade do outro. Respeitando o seu poder e o do outro, a gente vive muito melhor”, falou Sony.

*Foto: Nalva Figueiredo/Jornal CORREIO

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.